Governo do Rio estuda multar quem descumprir regra de isolamento social

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 8 de abril de 2020 as 14:48, por: CdB

O governo do Rio de Janeiro estuda multar quem descumprir a recomendação de ficar em casa durante a pandemia do covid-19, disse o secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, nesta quarta-feira.

Por Redação, com agências de notícias – do Rio de Janeiro

O governo do Rio de Janeiro estuda multar quem descumprir a recomendação de ficar em casa durante a pandemia do covid-19, disse o secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, nesta quarta-feira.

Segundo Edmar Santos, países como EUA e Argentina adotaram a medida para conter o avanço do vírus
Segundo Edmar Santos, países como EUA e Argentina adotaram a medida para conter o avanço do vírus

De acordo com o secretário, as multas já foram adotadas em vários países.

– Isso já foi aplicado em vários países do mundo inteiro, na Europa, Estados Unidos e Argentina. Essa seria uma possibilidade a ser discutida. Nenhuma delas foi discutida qual vai ser. Mas tá claro hoje que se a gente não empurrar as pessoas para dentro da casa teremos sim um desbalanço entre necessidade de hospitais e disponibilidade de leitos em um período mais à frente – afirmou.

O Estado do Rio de Janeiro chegou a 92 mortes causas pelo novo coronavírus, três a mais do que o número divulgado na terça-feira pela Secretaria Estadual de Saúde. As mortes aconteceram em Duque de Caxias, de acordo a prefeitura do município.

O Estado tem também 1688 casos confirmados e outros 78 óbitos sob investigação. Ao todo, 48 cidades já confirmaram casos de coronavírus.

Horários de funcionamento de serviços essenciais

A prefeitura do Rio de Janeiro detalhou na terça-feira, em edição extraordinária do Diário Oficial, os horários escalonados para o funcionamento das atividades consideradas essenciais no comércio e na indústria da cidade. As mudanças, divulgadas no Decreto 47.341, entram em vigor a partir desta quinta-feira, de acordo com o secretário municipal de Ordem Pública, Gutemberg Fonseca, com o objetivo de evitar aglomerações, principalmente no transporte público, e assim, diminuir a disseminação do novo coronavírus.

– O escalonamento permite melhor distribuição do volume de pessoas pela cidade ao adotar diferentes faixas de horários de funcionamento das empresas. A ideia é controlar o fluxo de trabalhadores para manter o distanciamento social. Vivemos uma realidade onde precisamos da ajuda de todos, da força da população para evitar aglomerações. E esta decisão foi tomada democraticamente, ao lado dos presidentes das associações de cada atividade, que foram consultados. Buscamos diminuir os picos de movimento do transporte público, evitando a formação das filas do corredor expresso BRT, por  exemplo – explicou.

A maior preocupação da prefeitura ao fazer a modificação é evitar que os ônibus do BRT circulem com passageiros em pé e a uma distância menor do que um metro de distância. Várias tentativas já tinham sido feitas, mas sem êxito, com os ônibus articulados circulando lotados. Com a proximidade entre os passageiros, aumentam os riscos de mais pessoas contraírem covid-19.

Horários

Os hipermercados, supermercados, mercados e mercearias, que agregam um grande número de trabalhadores, vão abrir  das 8h às 21h. As agências bancárias vão funcionar no mesmo horário, das 10 às 16h. Já as padarias e confeitarias  vão funcionar das 5h da madrugada às 20h. Farmácias e drogarias vão abrir das 7h às 22h e aviários, açougues, peixarias e hortifrutis, das  7h30 às 19h30.

Com a nova  regulamentação, os estabelecimentos de atividade exclusiva ou predominantemente industriais passam a ter horário de funcionamento das 7h às 21h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *