Governo subserviente negocia visto a norte-americanos, sem reciprocidade

Arquivado em: Política, Últimas Notícias, Viagens
Publicado quinta-feira, 14 de março de 2019 as 16:34, por: CdB

Ministro de Turismo, Marcelo Álvaro Antônio — principal personagem no escândalo das candidaturas fraudulentas de seu partido, o PSL, o mesmo de Bolsonaro — declarou que o Brasil planeja eliminar toda e qualquer exigência de visto para os turistas norte-americanos, em visita ao país.

 

Por Redação – de Brasília

 

Às vésperas do encontro com o presidente norte-americano, Donald Trump, seu equivalente brasileiro, Jair Bolsonaro (PSL), finaliza a proposta para que os cidadãos norte-americanos possam entrar e sair do Brasil sem a necessidade de visto no passaporte. A recíproca, porém, não será verdadeira.

Os EUA tendem a manter a exigência de visto aos turistas brasileiros
Os EUA tendem a manter a exigência de visto aos turistas brasileiros

Em recente entrevista à agência inglesa de notícias Reuters, o ministro de Turismo, Marcelo Álvaro Antônio — principal personagem no escândalo das candidaturas fraudulentas de seu partido, o PSL, o mesmo de Bolsonaro — declarou que o Brasil planeja eliminar toda e qualquer exigência de visto para os turistas norte-americanos, em visita ao país. Os Estados Unidos, porém, sequer cogitam medida semelhante. Ao contrário: tem exigido cada vez mais dados para emitir o visto aos brasileiros.

Desculpa

Em tese, o Brasil adota o princípio de reciprocidade na questão. O que significa que os norte-americanos cumprem as mesmas exigências que os brasileiros em relação à entrada no país. Um cidadão dos EUA em viagem ao Brasil, atualmente, precisa de visto válido de dois a 10 anos, a depender das características do pedido. Os valores são semelhantes aos praticados pelo governo norte-americano: US$ 44 para dois anos ou US$ 160 para o mais extenso.

A desculpa do ministro do Turismo para mudar a regra é a de que tal medida faz parte de um projeto do governo de se aproximar dos Estados Unidos como parceiro. Também está sendo estudado retirar a necessidade de visto para cidadãos do Canadá, Austrália e Japão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *