Grécia protesta contra Ancara após invasão do espaço aéreo

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 26 de março de 2019 as 13:50, por: CdB

A Turquia e a Grécia têm relações tensas devido a disputas territoriais nas ilhas do mar Egeu há várias décadas.

Por Redação, com Sputnik– de Atenas

No dia anterior, vários meios de comunicação informaram que os caças F-16 turcos supostamente entraram no espaço aéreo grego e forçaram o helicóptero do primeiro-ministro Alexis Tsipras a realizar “manobras arriscadas”.

Atenas protesta contra Ancara após invasão do espaço aéreo grego por aviões turcos

O Ministério das Relações Exteriores grego entregou uma nota de protesto ao embaixador turco, um dia depois do helicóptero do primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, ter sido por confrontado os aviões turcos no ar. Após o incidente, Tsipras disse que “os militares gregos interceptaram as forças que violaram o espaço aéreo nacional” e acusou os pilotos de “assediar” seu helicóptero.

Os comentários do premiê acontecem no Dia da Independência da Grécia, que comemora a guerra contra o Império Otomano em 1821.

A Turquia e a Grécia têm relações tensas devido a disputas territoriais nas ilhas do mar Egeu há várias décadas. A mais complicada delas se resume ao Chipre, nação insular dividida ao meio após tentativas de separatistas de origem turca em se independizar após a tentativa do governo cipriota em se unir à Grécia em 1974.

Caça Su-57

O mais novo caça supersônico da Sukhoi, o Su-57, tem características notáveis e tem grandes perspectivas de vendas no exterior, segundo o ministro da Indústria e Comércio da Rússia, Denis Manturov.

O ministro ressaltou que a Rússia está pronta para expandir sua cooperação com a Índia, que atualmente é o maior parceiro do país na área de construção de aeronaves.

Além disso, o país asiático pode potencialmente se tornar um mercado final para o caça russo de quinta geração, de acordo com Manturov.

– A confiança no fornecedor é um dos fatores-chave quando se trata de comprar armas desse tipo – disse Manturov, citado pela RT.

– Nesta perspectiva, a Rússia está implementando uma política coerente e prática, tentando não relacionar fatores não relacionados. O país não pressiona seus parceiros comerciais por meio de sanções ou medidas similares – acrescentou.

No mês passado, o vice-presidente de cooperação técnico-militar da United Aircraft Corporation (UAC) da Rússia, Ilya Tarasenko, anunciou planos de comercializar o jato de combate Su-57 em mercados estrangeiros.

O Sukhoi Su-57 é o primeiro e único caça da 5ª geração da Rússia. O jato multi-motor bimotor, projetado pelo fabricante de aviões russo Sukhoi, realizou seu primeiro voo em 2010. O caça a jato foi desenvolvido para operações de ataque aéreo e superioridade aérea.

O mais recente caça a jato é equipado com mísseis R-77 ar-ar e a variante anti-navio lançada pelo ar dos mísseis de cruzeiro Kalibr.

O jato foi testado com sucesso em condições de combate na Síria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *