Greve de motoristas causa impacto no funcionamento dos ônibus e BRTs no Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 11 de junho de 2018 as 11:00, por: CdB

As empresas de ônibus ainda não divulgaram um balanço sobre o número de veículos parados, mas já admitiram que a frota em circulação está reduzida

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

A greve dos motoristas e cobradores de ônibus do Rio de Janeiro, iniciada na madrugada desta segunda-feira, já está causando impactos no funcionamento de linhas regulares e dos BRTs (vias expressas) Transcarioca, Transoeste e Transolímpica. Segundo o Centro de Operações da prefeitura, o sistema está funcionando “com irregularidade”.

A greve dos motoristas e cobradores de ônibus do Rio de Janeiro, iniciada na madrugada desta segunda-feira, já está causando impactos no funcionamento de linhas regulares e dos BRTs

As empresas de ônibus ainda não divulgaram um balanço sobre o número de veículos parados, mas já admitiram; que a frota em circulação está reduzida. A prefeitura emitiu alerta sobre a paralisação e recomendou que a população use outros meios de transporte como trens; metrô, barcas ou VLT, que estão funcionando normalmente.

Sindicato

Segundo o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio (Sintraturb), a paralisação vai ocorrer de forma gradual; com uma parte dos trabalhadores parando nesta segunda-feira; outra parte na terça e assim por diante, até que permaneça em atividade apenas o número mínimo de funcionários previsto em lei. O objetivo dessa estratégia é minimizar os impactos sofridos pela população.

Os rodoviários estavam em estado de greve desde o dia 4 deste mês. Na noite da última quinta-feira;  eles rejeitaram proposta de acordo enviada pelo RioÔnibus; o sindicato das empresas, e decidiram iniciar hoje a paralisação.

A categoria reivindica reajuste salarial, pagamento de salários, décimo terceiro e férias atrasados; além da melhoria de benefícios como a cesta básica. Outra demanda da categoria é o fim da dupla função, que ocorre nos casos em que o motorista também exerce a atividade de cobrador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *