Greve do Metrô faz prefeitura de SP suspender rodízio de carros

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, São Paulo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 19 de maio de 2021 as 12:04, por: CdB

 

A prefeitura de São Paulo suspendeu o rodízio municipal de veículos para automóveis nesta quarta-feira por causa da greve dos metroviários. Com isso, a circulação de veículos leves está liberada no centro expandido desde a 0h desta quarta-feira para todos os finais de placas. 

Por Redação, com ABr – de São Paulo

A prefeitura de São Paulo suspendeu o rodízio municipal de veículos para automóveis nesta quarta-feira por causa da greve dos metroviários. Com isso, a circulação de veículos leves está liberada no centro expandido desde a 0h desta quarta-feira para todos os finais de placas.

Greve do Metrô faz prefeitura de São Paulo suspender rodízio de carros

A circulação de automóveis também estará liberada das 21h desta quarta até as 5h de quinta-feira, no horário em que o rodízio segue o toque de restrição.

A paralisação         

A paralisação das linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha do Metrô e a linha 15-Prata de monotrilho em São Paulo foi definida em assembleia virtual realizada na terça-feira pelo Sindicato dos Metroviários.

Foram 2.448 votos favoráveis à paralisação (77,42%). Os metroviários decidiram entrar em greve por reajustes salariais e de benefícios.

As linhas 4 e 5, de operação privada, continuam funcionando. “A ViaQuatro e a ViaMobilidade, concessionárias responsáveis pela operação e manutenção das linhas 4-Amarela e 5-Lilás do Metrô, respectivamente, informam que operarão normalmente nesta quarta-feira, das 4h40 à meia noite”, disseram as concessionárias por meio de nota.

Aglomerações em pontos de ônibus

Os paulistas amanheceram enfrentando pontos de ônibus cheios e aglomerações para embarcar.

A São Paulo Transporte (SPTrans) fez um esquema especial com 163 ônibus ligando estações do Metrô à região central. Desde às 4h desta quarta-feira está acionado o Plano de Atendimento entre Empresas em Situação de Emergência (Paese), contemplando a criação de seis linhas especiais que saem das estações do Metrô até a região central para atender os passageiros com uma frota total de 200 coletivos.

A SPTrans solicitou às concessionárias que aumentem o número de partidas em todos os horários e que mantenham em circulação a totalidade da frota ao longo de toda a operação, nos horários de pico da manhã, entrepico e pico da tarde. Além disso, algumas linhas que ligam os bairros às estações do Metrô farão o percurso dos bairros à região central.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code