Grupos de torcedores europeus criticam barulho artificial nos estádios vazios

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 17 de junho de 2020 as 12:51, por: CdB

Grupos de torcedores de toda a Europa criticaram as tentativas de animar jogos em estádios vazios usando o barulho artificial da multidão, descrevendo-o como um castigo aos torcedores que frequentam as arenas. 

Por Redação, com Reuters – de Berna

Grupos de torcedores de toda a Europa criticaram as tentativas de animar jogos em estádios vazios usando o barulho artificial da multidão, descrevendo-o como um castigo aos torcedores que frequentam as arenas.

Partida entre Borussia Dortmund e Bayern de Munique
Partida entre Borussia Dortmund e Bayern de Munique

Segundo os torcedores, o recente retorno do futebol após paralisação devido ao coronavírus, em partidas com portões fechados, mostrou que os torcedores são “a alma do esporte” e sua contribuição deveria ser reconhecida pelas ligas e clubes.

“Temos preocupações significativas em relação às tentativas das emissoras de substituir ou imitar a atmosfera única produzida pelos torcedores”, afirmou o comunicado do grupo Football Supporters Europe, que também foi assinado por 26 grupos de torcidas de uma dúzia de países europeus.

“A tecnologia de realidade aumentada, os cantos pré-gravados e outras formas de apoio artificial representam um castigo aos torcedores”, disse. “A ausência de torcida não pode ser compensada por uma simulação em computador destinada a divertir o público da televisão”.

Alemanha

Algumas emissoras, como a Sky da Alemanha, deram aos telespectadores a opção de assistir aos jogos com ruído artificial da multidão, enquanto em alguns países, como a Hungria, o barulho foi canalizado para os próprios estádios.

Os torcedores também exigiram maior participação nas discussões sobre o futuro do futebol, “incluindo a necessária revisão das estruturas de governança e regulamentos financeiros”.

Liga dos Campeões

A Liga dos Campeões desta temporada, suspensa em março devido à pandemia de covid-19, será concluída com um mini-torneio de oito equipes, que será realizado em Lisboa em agosto, informou a Uefa nesta quarta-feira.

As quartas de final e as semifinais serão disputadas em jogos únicos, em vez dos dois de ida e volta, e a final ocorrerá em 23 de agosto, afirmou o vice-secretário-geral da Uefa, Giorgio Marchetti, após reunião do comitê executivo realizada por videoconferência.

Os quatro confrontos de volta das oitavas de final que ainda precisam ser disputados, Manchester City x Real Madrid, Bayern de Munique x Chelsea, Juventus x Olympique Lyons e Barcelona x Napoli, acontecerão nos dias 7 e 8 de agosto nos locais originalmente programados ou em Portugal.

Paris Saint-Germain, Atlético de Madri, Atalanta e RB Leipzig já se classificaram para as quartas de final.

O plano permite uma conclusão mais rápida da temporada, mas significa que a competição terá seis jogos a menos, o que custará receita de transmissão.

Agora, Istambul, que sediaria a final de 2020, será o local da edição de 2021, segundo a Uefa.

Um formato semelhante será usado para decidir a Liga Europa em estádios alemães de 10 a 21 de agosto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code