Guardiola diz que Brasil tem sorte de ter Gabriel Jesus e Firmino

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 17 de maio de 2018 as 12:33, por: CdB

Ao anunciar sua lista de convocados para o Mundial na segunda-feira, o técnico Tite deu a entender que o histórico de Gabriel Jesus de 9 gols em 15 partidas pela seleção pode fazê-lo priorizar o jogador de 21 anos

Por Redação, com Reuters – de Buenos Aires:

O técnico do Manchester City, Pep Guardiola, disse que a seleção brasileira enfrentará um dilema para decidir se jogará com Gabriel Jesus ou Roberto Firmino no comando do ataque na Copa do Mundo.

Pep Guardiola e Gabriel Jesus

Gabriel Jesus, que é jogador de Guardiola no City, marcou 17 gols em todas as competições pelos atuais campeões ingleses nesta temporada; enquanto Firmino fez 27 pelo Liverpool, que ele ajudou a ficar na quarta colocação da liga inglesa e a chegar à final da Liga dos Campeões.

Ao anunciar sua lista de convocados para o Mundial na segunda-feira; o técnico Tite deu a entender que o histórico de Gabriel Jesus de 9 gols em 15 partidas pela seleção pode fazê-lo priorizar o jogador de 21 anos.

Seleção brasileira

Mas Guardiola se manteve neutro no debate sobre a escalação da seleção brasileira; dizendo que os dois atacantes têm suas qualidades.

– Sorte do Brasil que eles têm dois atacantes incríveis. Gabriel tem uma energia; seu desejo é contagiante, sua movimentação… acho que isso se acalmará com a idade. Firmino é mais velho, já jogou em outros lugares – disse Guardiola ao canal ESPN.

Mídia

– Posso imaginar como pode ser o Brasil em uma Copa do Mundo em termos de mídia. Se você usa este tem que usar aquele, se usa aquele tem que usar este. É uma discussão infinita. É problema do Tite, não meu. Mas é um debate – acrescentou.

O City cresceu sob o comando de Guardiola nesta campanha, embarcando em uma sequência invicta para selar o título, mas sua primeira temporada no time não foi tão bem-sucedida, já que o clube não conquistou nenhum troféu.

– A temporada passada nos ajudou a entender muitas coisas para aplicarmos nesta temporada. As pessoas normalmente acreditam que os técnicos, não importa quem sejam, chegam a um clube e as coisas começam a dar certo. Não é assim.

Buffon anuncia que deixará Juventus após 17 anos

O goleiro italiano Gianluigi Buffon, considerado por muitos o maior da história em sua posição; disputará sua última partida pela Juventus depois de 17 anos quando seu time enfrentar o Verona; no sábado, pelo Campeonato Italiano.

Mas o jogador de 40 anos, que conquistou nove títulos italianos com a Juve; incluindo os últimos sete consecutivos, não anunciou sua aposentadoria do esporte, nesta quinta-feira.

Quase em prantos em alguns momentos, o campeão mundial de 2006 disse que; até duas semanas atrás, estava decidido a encerrar a carreira; mas que mudou de ideia depois de receber propostas “muito interessantes”.

Último jogo

– Sábado será meu último jogo pela Juventus. Acho que é a melhor maneira de encerrar esta aventura maravilhosa – disse Buffon, que não sofreu gols em 300 de suas 655 atuações pelo clube de Turim em todas as competições.

 – Por ora só sei que sábado disputarei um jogo. Até alguns dias atrás era certo que eu pararia de jogar. Agora há algumas propostas muito interessantes – acrescentou, em coletiva de imprensa.

Buffon, que estreou como profissional no Parma em 1995 e foi para a Juve em 2001; havia planejado pendurar as chuteiras na Copa do Mundo de 2018, mas a Itália causou choque ao não se classificar pela primeira vez desde 1958.

 

O goleiro se manteve fiel ao clube ao longo da carreira, recusando-se a deixá-lo mesmo quando a Juve foi rebaixada para a segunda divisão em 2006 devido ao escândalo de manipulação de resultados, que ainda lhe custou dois títulos da liga italiana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *