Hamilton enfrenta tempo nublado e larga na frente no GP da Hungria

Arquivado em: Esportes, Fórmula 1, Últimas Notícias
Publicado sábado, 28 de julho de 2018 as 15:46, por: CdB

Valtteri Bottas garantiu a primeira fila da Mercedes para a corrida de domingo, quando as condições devem melhorar, com o rival Sebastian Vettel em quarto.

 

Por Redação, com Reuters – de Hungaroring, Hungria

 

O líder do campeonato mundial de Fórmula 1, Lewis Hamilton, colocou a Mercedes na pole position para o Grande Prêmio da Hungria neste sábado, em meio a trovões, raios e chuva.

Sob chuva intensa, Hamilton andou mais rápido e garantiu a pole
Sob chuva intensa, Hamilton andou mais rápido e garantiu a pole

Valtteri Bottas garantiu a primeira fila da Mercedes para a corrida de domingo, quando as condições devem melhorar, com o rival Sebastian Vettel em quarto, atrás do companheiro de equipe da Ferrari, Kimi Raikkonen. Hamilton agora tem 77 poles de carreira e cinco nesta temporada.

— É ótimo para o time ter uma dobradinha. Não poderíamos esperar por isso. A Ferrari foi a mais rápida durante todo o final de semana e estávamos fazendo o possível para alcançá-la, mas os céus se abriram e foi um jogo justo — disse o piloto de 33 anos, 17 pontos à frente de Vettel no campeonato depois de 11 corridas na batalha dos tetracampeões mundiais.

Pontos fortes

Vettel foi o mais rápido nos treinos de sexta e sábado, com tempos recordes nas condições quentes e secas que deixaram os pilotos da Mercedes girando e lutando por aderência.

— Parece que em condições molhadas não estamos tão confiantes quanto estamos no seco — disse o alemão, cuja equipe está de luto pela morte do ex-presidente Sergio Marchionne com bandeiras a meio mastro.

A Red Bull também tentou um acerto, mas o australiano Daniel Ricciardo, cuja vitória em Mônaco aumentou as esperanças de repetir em uma pista que também joga com os pontos fortes do carro, não conseguiu chegar à segunda fase. Ele começa em 12º.

O holandês, Max Verstappen, qualificou-se apenas em sétimo, com Carlos Sainz, da Renault, e Pierre Gasly, da Toro Rosso, em quinto e sexto, respectivamente.

Por último

Hamilton agora será o favorito, desde que ele faça uma largada sem incidentes, em um circuito onde as ultrapassagens sempre são difíceis.

O britânico venceu cinco vezes anteriormente no circuito, mas nunca em um ano em que ele passou a levar o campeonato.

Na parte inferior, a Force India foi a grande vítima um dia após ter sido colocada em administração judicial, na expectativa de uma provável aquisição. O francês Esteban Ocon classificou-se em 18º com o mexicano Sergio Perez, foi 19º. A McLaren teve o espanhol Fernando Alonso, 11º, e o belga Stoffel Vandoorne, 16º.