Homem morre após ser vítima de bala perdida na Zona Norte

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 27 de agosto de 2018 as 14:32, por: CdB

O porteiro Nelson Farias Barros, foi atingido nas costas durante uma operação da PM. Um policial também foi ferido

Por Redação, com agências de notícias – do Rio de Janeiro

Homem, de 62 anos, foi vítima de bala perdida quando voltava da padaria de bicicleta no bairro Carioca, em Triagem, na Zona Norte do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira. O porteiro Nelson Farias Barros, foi atingido nas costas durante uma operação da PM. Um policial também foi ferido.

Homem, de 62 anos, foi vítima de bala perdida quando voltava da padaria de bicicleta no bairro Carioca, em Triagem

Segundo o comando do 3º BPM (Méier), os policiais foram atacados a tiros durante uma operação”para combater práticas criminosas” em um condomínio do programa Morar Carioca.

De acordo com a Polícia Militar, os agentes não responderam ao ataque e o tiro que atingiu o porteiro teria partido de um suspeito e não dos militares.

Em entrevista à Record TV, Janaína Araújo Rodrigues Barros, de 38 anos, filha da vítima disse que o pai foi baleado intencionalmente por um policial.

Segundo ela, os tiros que eram ouvidos durante a ação da PM haviam cessado e os militares prestavam socorro ao soldado baleado. O pai, que estava de folga do trabalho, pensou que era seguro ir até a padaria. No caminho de volta, um policial teria disparado contra o porteiro que passava de bicicleta.

— Quando cessou (o tiroteio), ele achou que estava tudo tranquilo e foi na padaria comprar pão. No que ele estava voltando, tinha um policial baleado e eles [os PMs] estavam tentando tirar o policial baleado de dentro do Morar Carioca. Só que não tinha mais tiroteio. E um policial careca covardemente deu um tiro nas costas do meu pai a troco de nada — disse Janaína.

O corpo do porteiro ficou no local aguardando a chegada da perícia. Mas, ainda segundo a filha, os militares chegaram a virar o cadáver, que teria caído de bruços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *