Huawei mantém posição de segunda maior fornecedora de smartphones

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tablet & Celulares, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 28 de maio de 2019 as 11:48, por: CdB

O Gartner também disse que a Huawei continuou a reduzir a diferença para a Samsung, mas alertou que o crescimento pode ser limitado no curto prazo.

Por Redação, com Reuters – de Bangalore, Índia

A Huawei manteve a segunda posição entre os maiores fabricantes de smartphones do mundo no primeiro trimestre, apesar de estar em uma lista negra comercial dos Estados Unidos, afirmou a empresa de pesquisa e consultoria de mercado Gartner.

Huawei mantém posição de 2ª maior fornecedora de smartphones após sanções dos EUA

O Gartner também disse que a Huawei continuou a reduzir a diferença para a Samsung, mas alertou que o crescimento pode ser limitado no curto prazo.

Os EUA em 15 de maio impediram a Huawei de comprar produtos norte-americanos dizendo que a empresa estava envolvida em atividades contrárias à segurança nacional do país. A administração Trump suavizou sua posição na semana passada concedendo à Huawei uma licença para comprar produtos norte-americanos até 19 de agosto.

O Gartner informou que a Samsung manteve o primeiro lugar nas vendas mundiais de smartphones, alcançando uma participação de mercado de 19,2 % no primeiro trimestre. A Huawei obteve o maior crescimento ano após ano entre os cinco maiores do mundo – Samsung, Huawei, Apple e as fabricantes chinesas OPPO e Vivo.

A Huawei vendeu 58,4 milhões de unidades de smartphones no trimestre passado, com crescimento em todas as regiões, mostrou o relatório.

As vendas globais totais de smartphones para usuários finais caíram 2,7% no trimestre, com 373 milhões de unidades vendidas.

A Huawei se saiu particularmente bem em dois de seus maiores mercados, Europa e Grande China, onde suas vendas de smartphones cresceram 69% e 33 %, respectivamente. A Huawei detém 29,5 %  do mercado de smartphones da Grande China.

Samsung

A Samsung pode ter a oportunidade de reforçar sua posição no mercado de smartphones devido aos problemas enfrentados pela chinesa Huawei na esteira das tensões comerciais entre Estados Unidos e China, afirmou a agência de classificação de risco Fitch.

As empresas de tecnologia, incluindo Google e a projetista de chips ARM, disseram que deixarão de fornecer materiais e atualizações para a Huawei após o governo de Donald Trump ter incluído o grupo chinês em uma lista negra comercial.

A perda de acesso ao sistema operacional Android pode prejudicar as vendas de smartphones da Huawei fora da China, dando à Samsung a chance de melhorar sua participação no mercado, afirmou a Fitch em comunicado.

No início deste mês, o governo dos EUA impôs à Huawei severas sanções, com o Departamento de Comércio do país impedindo que a empresa chinesa compre produtos norte-americanos em meio à escalada da guerra comercial iniciada por Trump contra a China.

A Fitch também afirmou que a Apple pode ser outra vítima das tensões comerciais entre Pequim e Washington, o que poderá acelerar a perda de mercado da empresa na China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *