Húngaros protestam em prédio da TV estatal para exigir independência da mídia

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 18 de dezembro de 2018 as 11:03, por: CdB

Os manifestantes bradaram “Fidesz Sujo”, uma referência ao partido governista de Orban, e ergueram cartazes dizendo “A TV perdeu seu caráter de televisão pública”, afirmando que a TV pública se tornou porta-voz do governo. Eles enfrentaram centenas de policiais.

Por Redação, com Reuters – de Budapeste

Cerca de 2 mil húngaros protestaram no edifício da televisão estatal na segunda-feira para exigir uma mídia pública e um Judiciário independentes, a reunião mais recente a unir uma oposição fragmentada em um ato contra o primeiro-ministro de direita, Viktor Orban.

Protesto em Budapeste

Os manifestantes bradaram “Fidesz Sujo”, uma referência ao partido governista de Orban, e ergueram cartazes dizendo “A TV perdeu seu caráter de televisão pública”, afirmando que a TV pública se tornou porta-voz do governo. Eles enfrentaram centenas de policiais.

Mais cedo seguranças expulsaram dois parlamentares independentes do prédio por eles terem tentado entrar em um estúdio para ler uma petição contra o que dizem ser um regime autoritário.

Os dois parlamentares estavam entre cerca de uma dúzia de membros do Parlamento que passaram a noite no prédio protestando contra as políticas de Orban, e no domingo um grande protesto levou cerca de 10 mil pessoas às ruas.

– Vim principalmente para defender os tribunais independentes – disse Gabor Hacsi, advogado de 35 anos que foi se manifestar na TV estatal e se referia a uma lei aprovada na semana passada que criaria novas cortes administrativas que responderiam ao governo.

A marcha de domingo, batizada de “Feliz Natal, senhor primeiro-ministro”, na prática uniu grupos opositores em uma ação contra Orban pela primeira vez desde 2010, ano em que ele assumiu o poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *