Iêmen evita ataque a embaixada britânica

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado sábado, 13 de dezembro de 2003 as 08:12, por: CdB

As autoridades do Iêmen conseguiram evitar a realização de um atentado contra a embaixada britânica na capital do país, Sanaa.

Uma reportagem da BBC descobriu que 20 militantes islâmicos, ligados à rede Al-Qaeda, confessaram que estavam planejando lançar um caminhão carregado de explosivos na embaixada.

O atentado estava sendo planejado para as semanas que antecederam os atentados realizados contra alvos britânicos em Istambul, na Turquia, no final de novembro.

A embaixatriz da Grã-Bretanha no Iêmen, Frances Guy, disse que a ameaça contra a embaixada era bastante séria.

Vídeo

“Nós estamos bastante conscientes de que somos um alvo prioritário aqui no Iêmen”, disse ela.
“Fazemos o que podemos diariamente para rever nossa segurança e melhorá-la o máximo possível.”

O plano foi descoberto quando agentes de inteligência iemenitas descobriram os militantes realizando filmagens do prédio da embaixada britânica.

O vídeo, que aparentemente seria usado para estudar quais eram os pontos fracos do esquema de segurança ao redor do prédio, foi enviado a Londres para análises.

Bloqueio

Oficiais iemenitas revelaram ter obtido informações de que alguns membros da Al-Qaeda estão operando no país.

Um repórter da BBC, Frank Gardner, visitou Sanaa e encontrou um bloqueio militar nos limites da cidade em que está sendo a busca de possíveis extremistas.

O comandante do bloqueio, coronel Abdullah, disse que os soldados estavam tentando identificar os extremistas comparando as pessoas que passam pelo bloqueio com fotos dos suspeitos.

“Estamos revistando carros, procurando por qualquer pessoa portando armas e por qualquer pessoa que se pareça com algum suspeito conhecido de práticas terroristas”, disse