Igreja reage contra tentativa de uso político da Festa da Padroeira

Arquivado em: Brasil, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 11 de outubro de 2022 as 15:20, por: CdB

“É importante reforçar que esta atividade não é organizada pelo Santuário Nacional, tampouco tem anuência do Arcebispo de Aparecida”, escreveu Dom Orlando Brandes, em nota.

Por Redação – de Aparecida (SP)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) já anunciou que estará em Aparecida (SP) nesta quarta-feira, dia em que se comemora a padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. A participação do mandatário será em um evento paralelo às celebrações oficiais da Igreja Católica. Por essa razão, o arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, divulgou nota em que teme tumultos com a visita de Bolsonaro, já que a presença dele não está inscrita nas celebrações oficiais.

Bolsonaro, aparecida
Com gesto neonazista, Bolsonaro disfarça as vaias recebidas na chegada ao Santuário de Aparecida, no ano passado

“É importante reforçar que esta atividade não é organizada pelo Santuário Nacional, tampouco tem anuência do Arcebispo de Aparecida. É relevante também frisar que, embora tenha sido programada para acontecer no mesmo horário da Consagração a Nossa Senhora Aparecida, que há 65 anos tradicionalmente é rezada neste horário, a iniciativa é de um grupo independente, que não tem qualquer relação com o Santuário Nacional e sua programação oficial para este dia”, afirma Dom Orlando Brandes na nota.

Segundo o blog do jornalista Ricardo Noblat, na página do jornal digital Metrópoles, Bolsonaro “aceitou convite da do grupo Centro Dom Bosco, de Brasília, um movimento católico conservador, para rezar publicamente com eles o Santo Rosário”.

Eleitorado

A estratégia de Bolsonaro ao ir a Aparecida é tentar melhorar sua imagem perante os católicos. Pesquisa sobre a corrida presidencial neste segundo turno apresentada nessa segunda-feira (10) pelo Ipec mostra que o atual presidente tem 34% de preferência nesse segmento do eleitorado, enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva concentra 60% de preferência.

Leia a nota de Dom Orlando Brandes

“A Festa de Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, organizada pelo Santuário Nacional, sob a supervisão do Arcebispo de Aparecida e dos Missionários Redentoristas, tradicionalmente é destino anual de milhares de devotos. A programação para acolher estes peregrinos é idealizada para homenagear a Virgem Maria, sempre apontando para Jesus, único redentor da humanidade.

“Ao longo de todo o dia 12 de outubro, 7 missas serão celebradas na Basílica de Aparecida, tendo como ponto alto a Missa Solene das 9h. Durante o dia, ainda acontece a tradicional Consagração a Nossa Senhora Aparecida, às 15h, e a Procissão Solene, às 18h.

“Nesta segunda-feira, o Cerimonial da Presidência da República informou que o Excelentíssimo Sr. Presidente da República, Jair Bolsonaro, pretende participar das comemorações, estando presente em uma das Missas programadas. Como nos anos anteriores, o Santuário Nacional organizará a acolhida ao Presidente nas melhores práticas que um Chefe de Estado requer, mas também buscando garantir que a rotina dos peregrinos não seja impactada pelas condições que a visita exige.

Expectativas

“Posteriormente, chegou ao conhecimento do Santuário Nacional que também consta na agenda do Presidente a participação em um Terço que será rezado na cidade de Aparecida.

Assim, é importante reforçar que esta atividade não é organizada pelo Santuário Nacional, tampouco tem anuência do Arcebispo de Aparecida. É relevante também frisar que, embora tenha sido programada para acontecer no mesmo horário da Consagração a Nossa Senhora Aparecida, que há 65 anos tradicionalmente é rezada neste horário, a iniciativa é de um grupo independente, que não tem qualquer relação com o Santuário Nacional e sua programação oficial para este dia.

“Nas melhores expectativas de que a Festa da Padroeira do Brasil seja tempo de honras à Jesus e a sua Mãe, desejamos que os devotos possam vivenciar plenamente os momentos que para eles foram planejados.

Dom Orlando Brandes, Arcebispo de Aparecida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *