Imagem do Brasil é arrastada ao ridículo após Bolsonaro ameaçar os EUA ‘com pólvora’

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 11 de novembro de 2020 as 14:41, por: CdB

No emaranhado de bravatas, o presidente Bolsonaro deixou claro que se sente ameaçado por um “grande candidato à chefia de Estado”, que prometeu “levantar barreiras comerciais” se o fogo da Amazônia não for apagado.

Por Redação – de Brasília e São Paulo

Se havia algum resquício de seriedade no governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), foi incinerada ao longo das últimas horas nas declarações do mandatário neofascista e, nesta quarta-feira, a imagem do país é arrastada ao ridículo, nas redes sociais. O termo ‘Exército Brasileiro’ aparecia, nesta manhã, em tom jocoso entre os mais citados na rede norte-americana de mensagens Twitter.

Bolsonaro indicou um de seus sobrinhos para o gabinete do senador Chico Rodrigues (DEM-RR)
Bolsonaro ameaçou os EUA com uma reação armada, caso sejam impostas sanções ao país pela devastação promovida pelo governo brasileiro, na Amazônia

— Quando acabar a saliva, tem que ter pólvora — arrebatou Bolsonaro em referência a “um grande candidato à chefia de Estado” sobre a Amazônia, citando o presidente eleito dos EUA, Joe Biden.

No emaranhado de bravatas disparado, na véspera, o presidente deixou claro que se sente ameaçado por um “grande candidato à chefia de Estado”, que prometeu “levantar barreiras comerciais contra Brasil” se o fogo da Amazônia não for apagado.

— Pessoal, vocês sabem disso, né? Todo mundo que tem riqueza não pode dizer que é feliz, não. Tem que tomar cuidado com a riqueza, porque está cheio de malandro de olho nela. E o Brasil é um país riquíssimo. Assistimos há pouco a um grande candidato à chefia de Estado dizer que, se eu não apagar o fogo da Amazônia, vai levantar barreiras comerciais contra o Brasil. E como podemos fazer frente a tudo isso? Apenas diplomacia não dá, né, Ernesto [Araújo]? E quando acaba a saliva, tem que ter pólvora, senão não funciona. Não precisa nem usar a pólvora, mas tem que saber que tem — ameaçou.

Guerra aos EUA

O presidente eleito Biden já citou, por duas vezes, o governo de Bolsonaro, referindo-se à Amazônia durante campanha eleitoral, com severas críticas à forma como o país lida com a devastação em marcha no bioma amazônico e pantaneiro. Assim, as palavras do presidente continuavam se propagando ao longo do dia e aumentava, no Congresso, a aceitação de um eventual pedido de impeachment de Bolsonaro, para que uma guerra contra Estados Unidos não seja desencadeada.

Diante da situação absurda, colocada pela Presidência da República, os memes passaram a surgir no Twitter com o tom de gozação cada vez mais acentuado.

Assista a um deles: