Incêndio na Catedral de Nantes destrói instrumento de valor ‘inestimável’

Arquivado em: Cultura, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sábado, 18 de julho de 2020 as 12:33, por: CdB

O Ministério Público da cidade anunciou que abriu uma investigação por “incêndio doloso” porque, segundo o procurador local, Pierre Sennes, foram encontrados três pontos iniciais de fogo: um ao lado do grande órgão e um em cada lado da área afetada.

Por Redação, com Ansa – de Nantes, França

Um incêndio atingiu na manhã deste sábado a Catedral de São Pedro e São Paulo em Nantes, na França. Os bombeiros agiram rapidamente e o fogo foi extinguido, mas vitrais históricos e o órgão centenário do local ficaram destruídos, com risco de queda da área onde ele estava localizado.

O incêndio na Catedral de Nantes, que destruiu um órgão centenário, é investigado como 'crime doloso'
O incêndio na Catedral de Nantes, que destruiu um órgão centenário, é investigado como ‘crime doloso’

O Ministério Público da cidade anunciou que abriu uma investigação por “incêndio doloso” porque, segundo o procurador local, Pierre Sennes, foram encontrados três pontos iniciais de fogo: um ao lado do grande órgão e um em cada lado da área afetada.

Piano ancestral

O administrador diocesano, François Renaud, afirmou que o incêndio não se assemelha ao registrado na Catedral de Notre-Dame, ocorrido em 2019, mas que a perda do piano é “inestimável”.

“Depois de Norte-Dame, a catedral de São Pedro e São Paulo, no coração de Nantes, está em chamas. Apoio aos nossos bombeiros que assumem todos os riscos para salvar esta joia gótica da cidade dos Duques”, escreveu o presidente francês, Emmanuel Macron.

A Catedral de Nantes já sofreu com outros incêndios, como o ocorrido em 1972, que afetou o teto, e com outros danos graves causados pelos bombardeios da Segunda Guerra Mundial em 1944. A construção da igreja, um exemplar do estilo gótico, iniciou em 1434, mas foi completada apenas em 1891. Desde 1862, é considerada um monumento histórico da França.