Índia acelera preparação de vacinas antes mesmo de encomendas

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 10 de dezembro de 2020 as 13:37, por: CdB

A Índia, a maior fabricante de vacinas do mundo, está se preparando para a grande operação global para conter a pandemia de coronavírus, e sua indústria farmacêutica e parceiros estão liberando capacidade e acelerando investimentos mesmo sem encomendas certas.

Por Redação, com Reuters – de Nova Délhi

A Índia, a maior fabricante de vacinas do mundo, está se preparando para a grande operação global para conter a pandemia de coronavírus, e sua indústria farmacêutica e parceiros estão liberando capacidade e acelerando investimentos mesmo sem encomendas certas.

Laboratório no Instituto Serum da Índia (SII), em Pune
Laboratório no Instituto Serum da Índia (SII), em Pune

O país fabrica mais de 60% de todas as vacinas vendidas no globo, e embora seu setor farmacêutico de US$ 40 bilhões ainda não esteja envolvido na produção das vacinas caras da Pfizer Inc e da Moderna, a Índia desempenhará um papel central na imunização da maior parte do mundo.

Empresas indianas devem produzir oito vacinas mais acessíveis criadas para combater a covid-19, incluindo a Covishield da AstraZeneca, apelidada por seus desenvolvedores de “vacina para o mundo”.

Coronavírus

– Há muitas vacinas sendo produzidas em países de todo o mundo, mas só existe uma nação que tem capacidade produtiva para produzir quantidades suficientes para satisfazer as demandas de cidadãos de todos os países, e é a Índia – disse o embaixador da Austrália para a Índia, Barry O’Farrell, depois de visitar instalações de fabricação de vacinas no país com muitos outros diplomatas.

O Instituto Serum da Índia (SII), o maior fabricante mundial de vacinas, já armazenou mais de 50 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, apesar de ainda aguardar aprovações de uso emergencial tanto das autoridades britânicas quanto das indianas.

O SII planeja fazer um total de 400 milhões de doses da Covishield até julho, e está montando novas linhas de produção para distribuir cerca de 1 bilhão de vacinas por ano.

Grandes volumes

– Por causa dos grandes volumes saindo da Índia e, é claro, das vacinas acessíveis, não existe nenhum outro país que contribuirá mais para se acabar com a pandemia do que a Índia – disse à agência inglesa de notícias Reuters Adar Poonawalla, presidente-executivo do SII, no vasto campus da empresa em Pune, cidade do oeste indiano.

Ali, máquinas automatizadas preenchem e lacram milhares de frascos da vacina da AstraZeneca a cada hora antes de eles serem colocados em uma sala fria ampla e alta.

Como a Índia acumula quase 10 milhões de infecções, o governo provavelmente encomendará um grande número de vacinas para sua própria população de 1,3 bilhão de habitantes.