Indústrias Nucleares brasileiras são multadas por contaminação

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado terça-feira, 13 de maio de 2003 as 00:24, por: CdB

A auditora do Ministério do Trabalho Fernanda Giannasi multou nesta segunda-feira as Indústrias Nucleares do Brasil (INB) por falta de sinalização e ventilação dos depósitos em Interlagos.

Um galpão armazena 1.154 toneladas de terra, contaminada por urânio e bório, em 6.778 tambores. Há ainda 13 contêineres com peças do antigo parque da Nuclemon Mínero-Química (atual INB).

– Quem passa na rua não é advertido do risco de contaminação – diz a auditora que critica a ventilação natural.

– Há gás radônio, que provoca irritação da garganta, tosse e dores de cabeça. Falta ventilação exaustora, com lavagem ou queima do gás – completa.

A fiscal acompanhou membros da CPI das Áreas Contaminadas e Passivos Ambientais da Câmara.

Na quarta-feira, o gerente da INB, Diniz Alberto Oliveira de Resende, deve prestar depoimento na CPI e apresentar licença de armazenamento. Resende diz que a empresa procura local no interior para montar o depósito definitivo.