Infantino diz que futebol será totalmente diferente após coronavírus

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 2 de abril de 2020 as 13:21, por: CdB

O futebol será totalmente diferente quando for retomado depois do surto de coronavírus, afirmou nesta quinta-feira o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Por Redação, com Reuters – de Roma/Bruxelas

O futebol será totalmente diferente quando for retomado depois do surto de coronavírus, afirmou nesta quinta-feira o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Presidente da Fifa, Gianni Infantino, durante congresso da Uefa em Amsterdã
Presidente da Fifa, Gianni Infantino, durante congresso da Uefa em Amsterdã

– O futebol voltará e, quando acontecer, celebraremos juntos o fim de um pesadelo – disse ele em entrevista à agência de notícias italiana Ansa.

– Há uma lição, no entanto, que você e eu devemos ter entendido: o futebol que virá depois do vírus será totalmente diferente … (mais) inclusivo, mais social e mais solidário, conectado a cada país e ao mesmo tempo mais global, menos arrogante e mais acolhedor.

Ele acrescentou: “Seremos melhores, mais humanos e mais atentos aos verdadeiros valores”.

Depois do vírus

Na semana passada, Infantino disse ao jornal Gazzetta dello Sport que era o momento certo para dar um passo atrás e reformar um esporte em que os calendários de jogos ficaram sobrecarregados e os recursos financeiros cada vez mais concentrados nas mãos de alguns clubes de elite.

Ele sugeriu que poderia haver “menos torneios, porém mais interessantes. Talvez menos equipes, porém mais equilíbrio. Menos partidas, porém mais competitivas, para garantir a saúde dos jogadores”.

Bélgica cancela campeonato nacional

O Club Brugge foi declarado campeão belga depois que o restante da temporada profissional do país foi cancelado nesta quinta-feira devido à pandemia de coronavírus.

O Brugge tinha uma vantagem de 15 pontos no topo da classificação com uma rodada de jogos pela frente antes do início dos playoffs da pós-temporada, envolvendo os seis principais clubes do torneio.

A equipe tinha sido vice-campeã na última temporada, atrás do Racing Genk, que era o sétimo quando a liga foi suspensa no mês passado, em meio ao surto de coronavírus.

A decisão do conselho da Pro League precisa ser ratificada em uma reunião dos 24 clubes das duas principais divisões, mas 17 deles já haviam pedido na semana passada que a temporada fosse cancelada.

Um grupo de trabalho de cinco pessoas foi criado para decidir como lidar com a questão do rebaixamento, promoção e colocação para competições europeias de clubes da próxima temporada.

O Ghent terminou em segundo lugar na classificação e espera ficar com a segunda vaga da Bélgica na Liga dos Campeões, enquanto o país tem três vagas na Liga Europa da próxima temporada.

O grupo de trabalho também decidirá o que fazer com a final da Copa da Bélgica entre Brugge e Antuérpia, que seria disputada em Bruxelas em 22 de março, mas também foi suspensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *