Infectados com o novo coronavírus nos EUA já passam de meio milhão

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sábado, 11 de abril de 2020 as 17:23, por: CdB

Especialistas em saúde pública alertaram que o número de mortos nos EUA poderá subir para 200 mil durante o verão se os pedidos sem precedentes para ficar em casa, que fecharam negócios e mantiveram a maioria dos norte-americanos em isolamento, forem suspensos depois de 30 dias.

Por Redação, com Reuters – de Washington

O número de casos de coronavírus nos EUA já ultrapassa meio milhão neste fim de semana do feriado de Páscoa, com 18,7 mil mortes, enquanto o presidente Donald Trump afirmou que a decisão sobre quando será seguro reabrir o país será a maior que ele já teve de tomar.

Trump teria ficado enfurecido ao saber de alerta sobre interferência russa
Trump disse que terá que tomar uma decisão difícil sobre a retomada da economia, nos próximos dias

Especialistas em saúde pública alertaram que o número de mortos nos EUA poderá subir para 200 mil durante o verão se os pedidos sem precedentes para ficar em casa, que fecharam negócios e mantiveram a maioria dos norte-americanos em isolamento, forem suspensos depois de 30 dias.

Trump, buscando a reeleição em novembro, disse desejar que a vida volte ao normal o mais rápido possível e que as amplas restrições ao movimento destinadas a conter a propagação da doença Covid-19 causada pelo novo coronavírus carregam seus próprios custos à saúde pública e à economia.

— Vou ter que tomar uma decisão e espero por Deus que seja a decisão certa. É a maior decisão que eu já tive de tomar — disse ele a repórteres.

Parâmetros

Trump afirmou que os fatos determinariam o próximo passo. Questionado sobre quais parâmetros ele usaria para fazer seu julgamento, ele apontou para sua testa:

— Os parâmetros estão aqui, esses são os meus parâmetros.

As atuais diretrizes federais vão até 30 de abril.

O presidente terá que decidir se deve estendê-las ou começar a incentivar as pessoas a voltar ao trabalho e a um estilo de vida mais normal. Trump disse que iria divulgar um novo conselho consultivo, possivelmente na terça-feira, que incluirá alguns governadores estaduais e se concentrará no processo de reabertura da economia dos EUA.

Desemprego

O número de americanos que buscam benefícios de desemprego nas últimas três semanas ultrapassou 15 milhões, com novos pedidos semanais superando 6 milhões pela segunda vez consecutiva na semana passada.

O governo disse que a economia eliminou 701 mil empregos em março. Essa foi a maior perda de empregos desde a Grande Recessão e encerrou o maior boom de empregos na história dos EUA, iniciado no final de 2010.