Inundações deixam mortos e centenas de desaparecidos na Índia

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado domingo, 7 de fevereiro de 2021 as 12:01, por: CdB

Parte de uma geleira se desprendeu da cordilheira do Himalaia na manhã deste domingo, elevando o nível de rios que cortam o estado de Uttarakhand, no norte da Índia e provocando o transbordamento de uma represa.

Por Redação, com ABr – de Nova Délhi

Parte de uma geleira se desprendeu da cordilheira do Himalaia na manhã deste domingo, elevando o nível de rios que cortam o Estado de Uttarakhand, no norte da Índia e provocando o transbordamento de uma represa.

Uma geleira se desprendeu do Himalaia e causou alta no nível dos rios

Segundo autoridades indianas, a repentina alta do nível dos rios afetou várias comunidades, deixando pessoas isoladas. Jornais indianos estimam que mais de uma centena de pessoas estão desaparecidas e mais de uma dezena de vítimas já foram encontradas sem vida.

No Twitter, o ministro-chefe do governo de Uttarakhand, Trivendra Singh Rawat, disse que ao menos 157 trabalhadores estavam trabalhando em dois empreendimentos atingidos pelas águas. Um vídeo que o departamento de polícia de Chamoli, um dos distritos de Uttarakhand, compartilhou nas redes sociais registra o momento em que parte destes trabalhadores são resgatados de um túnel. De acordo com o site The Indian Express, ao menos 50 homens trabalhavam no local no momento do acidente. O departamento de polícia informou que até as 10 horas (horário de Brasília), 15 deles já tinham sido resgatados.

Equipes de resgate

De acordo com Rawat, equipes de resgate de vários órgãos federais e estaduais foram rapidamente deslocados para a região a fim de socorrer as vítimas. “Todas as equipes de resgate estão fazendo o possível para salvar as vidas”, escreveu o membro do governo de Uttarakhand. “Equipes médicas foram levadas às pressas para o local. Trinta leitos do hospital de Joshimath estão preparadas para atender à emergência, bem como outros hospitais em Srinagar, Rishikesh, Jollygrant e Dehradun. Estamos fazendo o nosso melhor para lidar com este desastre.”

Em sua conta no Twitter, o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, lamentou o desastre. Modi afirmou que está acompanhando os trabalhos de resgate às vítimas. “Estou constantemente monitorando a lamentável situação em Uttarakhand. A Índia está com Uttarakhand e a nação ora pela segurança de todos lá”.

Em julho de 2013, ao menos 6 mil pessoas morreram  devido às consequências das fortes chuvas que atingiram Uttarakhand, causando inundações e deslizamentos de terra. O estado atrai turistas de várias partes do país e do mundo por ser sede de alguns lugares considerados sagrados no hinduísmo e fonte da nascente do Rio Ganges.