Investigação diz que deputada sofreu tentativa de latrocínio

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 16 de janeiro de 2019 as 14:02, por: CdB

Delegada, Marta, de 59 anos, foi chefe da Polícia Civil do Rio. A declaração foi feita durante a cerimônia de posse do secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, Eduardo Lopes.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou nesta quarta-feira que as investigações da Polícia Civil indicam que o atentado contra a deputada Martha Rocha (PDT-RJ), ocorrido no último domingo, no Rio, foi uma tentativa de latrocínio.

Deputada Martha Rocha (PDT-RJ)

Delegada, Marta, de 59 anos, foi chefe da Polícia Civil do Rio. A declaração foi feita durante a cerimônia de posse do secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, Eduardo Lopes.

– A polícia tem fortes indícios de que se trata de uma tentativa de latrocínio. Um dos autores já foi identificado – disse Witzel.

Ele relatou que, segundo indicativos, o grupo responsável pelo atentado também teria participado de pelo menos outros cinco roubos na região.

Com a admissão dessa linha de investigação, a deputada Martha Rocha é esperada hoje pela polícia para depor novamente. A parlamentar teve seu carro alvejado por criminosos, um deles com um fuzil, na Penha, Zona Norte da cidade, quando ia a uma missa com sua mãe.

Violência no Rio

Embora o Instituto de Segurança Pública ainda não tenha divulgado os primeiros indicadores de criminalidade do ano, o governador informou que os números são positivos. Segundo ele, os índices parciais da primeira quinzena de janeiro “são muito melhores” do que os do mesmo período do ano passado.

– Tenho visto que a polícia tem agido com rigor. Naqueles casos mais rumorosos, os responsáveis pelos crimes têm sido descobertos e os mandados de prisão estão nas ruas para serem cumpridos. A violência do Rio de Janeiro não se resolve em 15 dias, mas nós tivemos avanços substanciais – reforçou.

Durante a posse do secretário Eduardo Lopes, Witzel reafirmou seu compromisso de impulsionar a agricultura e pesca. O objetivo de seu governo, segundo ele, é de fazer com que a agricultura corresponda a 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *