IPC-S cai em quatro capitais, aponta pesquisa da FGV

Arquivado em: Negócios, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 2 de outubro de 2019 as 12:55, por: CdB

Belo Horizonte e Rio de Janeiro também tiveram quedas na taxa do IPC-S e registraram deflação em setembro

Por Redação, com ABr e Reuters – de Brasília

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) caiu em quatro das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV) de agosto para setembro. A maior queda foi observada em São Paulo: de 0,38 ponto percentual, ao passar de uma inflação de 0,28% em agosto para uma deflação (queda de preços) de 0,10% em setembro.

Belo Horizonte e Rio de Janeiro também tiveram quedas na taxa do IPC-S e registraram deflação em setembro
Belo Horizonte e Rio de Janeiro também tiveram quedas na taxa do IPC-S e registraram deflação em setembro

Outras duas cidades também tiveram quedas na taxa do IPC-S e registraram deflação em setembro: Belo Horizonte (redução de 0,32 ponto percentual, indo de 0,28% para -0,04%) e Rio de Janeiro (decréscimo de 0,23 ponto percentual caindo de 0,14% para -0,09%).

Alta de junho para julho

Em agosto, o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou alta nas sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), na passagem de junho para julho deste ano. O maior avanço foi observado em Recife: 0,81 ponto percentual, ao passar de uma deflação (queda de preços) de 0,27% em junho para uma inflação de 0,54% em julho.

Em seguida, aparece a cidade de Brasília, com uma alta de 0,70 ponto percentual, ao passar de uma deflação de 0,35% para uma inflação de 0,35% no período pesquisado. As outras capitais registraram as seguintes altas: Porto Alegre (0,36 ponto percentual, ao passar de -0,16% para 0,20%), São Paulo (0,32 ponto percentual, ao passar de 0,09% para 0,41%), Belo Horizonte (0,14 ponto percentual, ao passar de 0,22% para 0,36%), Rio de Janeiro (0,20 ponto percentual, ao passar de 0,03% para 0,23%) e Salvador (0,09 ponto percentual, ao passar de 0,04% para 0,13%).

Em Porto Alegre, a taxa recuou 0,10 ponto percentual e a cidade teve estabilidade de preços. Das outras três cidades com alta na taxa, o maior aumento foi registrado em Salvador (0,21 ponto percentual, indo de 0,20% para 0,41%). Em Recife, a alta foi de 0,04 ponto percentual: de 0,04% para 0,08%. Brasília teve alta de 0,09 ponto percentual. Passou de uma deflação de 0,07% para uma inflação de 0,02%.

IPC-Fipe

Os preços de alimentação recuaram com força e o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo ficou estável em setembro, após avanço de 0,33% no mês anterior. A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) informou nesta quarta-feira que o grupo Habitação foi o único a apresentar deflação no mês, de 0,99%, depois de avanço de 0,17% em agosto.

Habitação e Transportes, por sua vez, mostraram alívio na alta. Os preços de Habitação desaceleraram a alta 0,43% em setembro, de 0,89% no mês anterior. Já Transportes registraram avanço de 0,16%, de 0,27% em agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *