Irã diz querer medidas da UE para salvar acordo nuclear

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 25 de maio de 2018 as 11:35, por: CdB

O pacto firmado em 2015 pelo Irã e potências mundiais suspendeu sanções internacionais contra Teerã, e em troca o regime concordou em limitar seu programa nuclear

Por Redação, com Reuters – de  Viena:

O Irã quer que as potências europeias lhe apresentem medidas para compensar o país pela decisão dos Estados Unidos de abandonar o acordo nuclear de 2015 até o fim de maio, disse uma autoridade de alto escalão nesta sexta-feira, e Teerã decidirá dentro de semanas se sai ou não do acordo.

O Irã quer que as potências europeias lhe apresentem medidas para compensar o país pela decisão dos Estados Unidos de abandonar o acordo nuclear de 2015 até o fim de maio

O pacto firmado em 2015 pelo Irã e potências mundiais suspendeu sanções internacionais contra Teerã, e em troca o regime concordou em limitar seu programa nuclear.

Desde que o presidente dos EUA, Donald Trump, retirou seu país do pacto no mês passado; Estados europeus vêm tentando encontrar uma maneira de fazer com que o Irã continue desfrutando dos benefícios econômicos para persuadi-lo a se manter filiado – o que tem se mostrado difícil, já que as empresas europeias querem evitar as sanções norte-americanas.

Os países

Os países que continuam no acordo – Reino Unido, França, China, Rússia e Alemanha – começaram a se reunir nesta sexta-feira pela primeira vez desde que Trump rompeu com o pacto, mas diplomatas veem pouca margem de manobra para salvá-lo. Suas autoridades tentarão fortalecer uma estratégia com o vice-ministro das Relações Exteriores iraniano para salvar o acordo poupando o petróleo e os investimentos.

– Para ser sincero com vocês, não estamos confiantes – disse um funcionário iraniano graduado aos repórteres nesta sexta-feira antes das conversas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *