Irã libera petroleiro britânico, que aporta em Dubai após dez semanas

Arquivado em: Destaque do Dia, Energia, Últimas Notícias
Publicado sábado, 28 de setembro de 2019 as 17:45, por: CdB

O Stena Impero, que zarpou de águas iranianas na sexta-feira, foi confiscado pela Guarda Revolucionária do Irã em 19 de julho, pouco depois de forças britânicas terem detido um navio petroleiro iraniano no território de Gibraltar.

 

Por Redação, com Reuters – de Dubai

 

Um navio petroleiro britânico, detido pelo Irã por dez semanas, ancorou em Dubai neste sábado, após um impasse que alimentou tensões em uma rota vital de transporte de petróleo.

O Stena Impero, que zarpou de águas iranianas na sexta-feira, foi confiscado pela Guarda Revolucionária do Irã em 19 de julho, pouco depois de forças britânicas terem detido um navio petroleiro iraniano no território de Gibraltar. O barco iraniano foi liberado em agosto.

O Stena Imperio ficou detido no Irã durante o tempo que outro petroleiro, de bandeira iraniana, foi detido pelos britânicos

O Stena Impero atracou no porto Rashid, em Dubai, relatou um fotógrafo da Reuters que estava no local.

Tripulação

Erik Hanell, executivo-chefe da sueca Stena Bulk, dona do navio, afirmou à Reuters, em Estocolmo, por meio de uma mensagem de texto no começo do dia, que o petroleiro estava “finalmente aproximando-se do cais em Dubai”.

A Stena Bulk disse que a tripulação receberia atendimento médico e seria questionada em Dubai, que fica no outro lado do Golfo em relação ao Irã, antes de voltar para casa. Sete dos 23 membros da tripulação foram liberados no começo deste mês.

A tripulação, que ainda estava no navio, veio de Índia, Rússia e Filipinas, afirmou um porta-voz da Stena Bulk antes de o barco atracar.

Petroleiros

A apreensão do barco, segundo autoridades iranianas devido a violações marítimas, aconteceu após ataques em navios petroleiros mercantes em águas do Golfo em maio e junho. Os Estados Unidos creditaram esses ataques ao Irã, algo negado por Teerã.

As relações entre Irã e Estados Unidos e seus aliados se deterioraram desde que Washington se retirou de um acordo global —que previa frear ações de Teerã no sentido de desenvolver armas nucleares— e impôs sanções que buscam acabar com as exportações iranianas de petróleo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *