Irã diz que continuará operando no Golfo Pérsico apesar de alerta dos EUA

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 20 de maio de 2020 as 15:00, por: CdB

A Marinha do Irã manterá missões frequentes no Golfo Pérsico, informou a agência de notícias Irna nesta quarta-feira, um dia depois de os Estados Unidos alertarem os marinheiros iranianos a manterem distância de seus navios de guerra.

Por Redação, com Reuters – de Dubai

A Marinha do Irã manterá missões frequentes no Golfo Pérsico, informou a agência de notícias Irna nesta quarta-feira, um dia depois de os Estados Unidos alertarem os marinheiros iranianos a manterem distância de seus navios de guerra.

Embarcações da Marinha do Irã cruzam Golfo Pérsico
Embarcações da Marinha do Irã cruzam Golfo Pérsico

“As unidades navais da República Islâmica do Irã no Golfo Pérsico e no Golfo de Omã continuarão com suas missões frequentes, de acordo com princípios profissionais, como no passado”, disse uma autoridade militar não identificada, segundo citação da Irna.

Ameaça

O alerta dos EUA aos marinheiros veio depois da ameaça feita pelo presidente Donald Trump no mês passado de disparar contra qualquer navio iraniano que assediar embarcações da Marinha norte-americana.

Sediado no Barein, o Comando Central das Forças Navais dos EUA disse em um comunicado que seu alerta foi “concebido para enfatizar a segurança, minimizar a ambiguidade e diminuir o risco de um erro de cálculo”.

O alerta

O alerta vem na esteira de um incidente de abril no qual 11 embarcações iranianas se aproximaram de navios da Marinha e da Guarda Costeira dos EUA no Golfo Pérsico, o que os militares norte-americanos classificaram como um comportamento “perigoso e provocador”. Teerã culpou seu adversário de longa data pelo incidente.

O atrito entre Teerã e Washington aumentou desde 2018, quando Trump retirou seu país do acordo nuclear firmado entre o Irã em 2015 e seis potências e reativou sanções que prejudicaram a economia do regime.

Ainda no mês passado, o chefe da Guarda Revolucionária iraniana disse que Teerã destruiria os navios de guerra dos EUA se sua segurança no Golfo Pérsico fosse ameaçada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *