Irã testa com êxito míssil balístico

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 26 de julho de 2019 as 13:00, por: CdB

O programa de mísseis do Irã permanece objeto de desacordos, em particular, em relação à Resolução 2231 da ONU.

Por Redação, com Sputnik – de Cabul

O Irã realizou testes de um míssil balístico de alcance intermediário que voou a distância de 1 mil quilômetros.

O Irã realizou testes de um míssil balístico de alcance intermediário

Os canais Fox News e CNN informaram sobre o lançamento, se referindo a uma fonte na administração dos EUA.

– Embora o míssil Shabaab não representasse ameaça para a navegação ou as bases dos EUA, segundo avaliações da inteligência, esses testes são parte dos esforços do Irã para aperfeiçoar o alcance e a precisão dos lançamentos – escreveu no seu Twitter a comentarista do CNN Barbara Star.

As autoridades do Irã não chegaram a anunciar os testes.

Segundo a mídia, o míssil foi lançado no sul do país e percorreu cerca de 1 mil quilômetros para norte.

O programa de mísseis do Irã permanece objeto de desacordos, em particular, em relação à Resolução 2231 da ONU.

Os EUA afirmam que essa resolução proíbe o Irã de realizar lançamentos de mísseis. Entretanto , o Ministério de Defesa iraniano sublinha que os lançamentos não violam a resolução.

Mike Pompeo

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, disse na quinta-feira que “alegremente” iria a Teerã para discutir as tensões entre os EUA e Irã.

Pompeo disse, em entrevista à Bloomberg, iria de bom grado à televisão iraniana para explicar o pensamento norte-americano por trás das sanções.

– Eu gostaria de ter a chance de falar diretamente ao povo iraniano (…) sobre o que a liderança deles fez e como prejudicou o Irã – disse ele.

As tensões entre Washington e Teerã aumentaram desde que o presidente dos EUA, Donald Trump, retirou seu país do acordo nuclear com o Irã, em maio de 2018. Após a saída unilateral, os EUA reimpuseram sanções econômicas sobre diversos setores estratégicos do Irã.

O ministro das Relações Exteriores no Irã, Mohammad Javad Zarif, acusou os EUA, durante uma visita à ONU na semana passada, de usar as sanções para promover “terrorismo econômico”.

Segundo a AFP, Pompeo refutou as acusações na quinta-feira e disse que Zarif está no comando do governo iraniano tanto quanto um “homem na lua”.

– No final do dia, isso é dirigido pelo aiatolá – disse Pompeo. Ele acrescentou que o objetivo dos EUA é “criar a maior estabilidade possível no Oriente Médio”.

– Então, nós acabamos com o acordo, paramos de dar-lhes dinheiro, pressionamos o regime iraniano e estamos forçando-os a tomar decisões difíceis sobre como vão se comportar – disse Pompeo.

– Queremos mudar o comportamento da liderança iraniana para que o povo iraniano possa finalmente ter o que merece – conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *