Iraque deverá apresentar novo relatório sobre antraz

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado segunda-feira, 3 de março de 2003 as 09:05, por: CdB

A ONU (Organização das Nações Unidas) disse nesta segunda-feira que o Iraque será submetido a um novo relatório sobre o gás asfixiante VX e sobre os estoques de antraz em uma semana como parte dos esforços para evitar uma possível invasão americana.

Acusado por Washington de protagonizar um “jogo de mentiras”, o Iraque discutiu neste domingo, com especialistas em armas da ONU, a proposta iraquiana de “verificação quantitativa” de VX e antraz, que o país diz ter destruído unilateralmente.

O chefe dos inspetores da ONU, Hans Blix, que deve apresentar novo relatório sobre o cumprimento das resoluções da ONU pelo Iraque, acusou Bagdá de não fornecer detalhes confirmando as alegações de destruição de armas químicas e biológicas.

O general Amer al Saadi, um dos assessores do presidente Saddam Hussein, disse neste domingo que escavações realizadas nas últimas semanas em locais próximos a Bagdá provaram que o Iraque destruiu “quantidades importantes” de VX e antraz.

“O Iraque vai apresentar relatório sobre VX e antraz dentro de uma semana”, disse Hiro Ueki, porta-voz dos inspetores de armas da ONU.

Segundo ele, equipes de inspeção de mísseis das Nações Unidas seguiram nesta segunda-feira para um local onde verificariam a destruição de mais mísseis Al Samoud 2.

Bagdá começou no sábado (1) a destruição de cerca de 120 mísseis, obedecendo um prazo-chave estipulado pela ONU. Até agora foram destruídos dez mísseis cujo alcance ultrapassa o limite de 150 quilômetros permitido por resoluções da ONU.

O Iraque transformou a destruição de seus mísseis banidos em um teste da opinião mundial sobre a cooperação do país com a ONU, advertindo que a destruição dos armamentos pode ser interrompida se os EUA ignorarem a ONU e continuarem pressionando por uma guerra.