Israel demole casas de palestinos perto de barreira da Cisjordânia

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 22 de julho de 2019 as 12:58, por: CdB

Forças de Israel começaram a demolir casas de palestinos próximas de uma barreira militar nos arredores de Jerusalém nesta segunda-feira.

Por Redação, com Reuters – de Jerusalém

Forças de Israel começaram a demolir casas de palestinos próximas de uma barreira militar nos arredores de Jerusalém nesta segunda-feira, apesar dos protestos e das críticas internacionais.

Forças israelenses fazem patrulha enquanto máquinas demolem casa na vila de Sur Baher, na Cisjordânia

Escavadoras acompanhadas por centenas de policiais e soldados israelenses avançaram sobre Sur Baher, vilarejo palestino na extremidade de Jerusalém Oriental e em uma área que Israel capturou e ocupou na Guerra dos Seis Dias de 1967.

Os palestinos

Os palestinos temem que a destruição de edifícios próximos da cerca estabeleça um precedente para outras cidades ao longo da rota da barreira, que se estende por centenas de quilômetros ao redor e através da Cisjordânia sob ocupação de Israel.

A demolição é a rodada mais recente das disputas prolongadas sobre o futuro de Jerusalém, que abriga mais de 500 mil israelenses e 300 mil palestinos e santuários judaicos, islâmicos e cristãos.

Forças de Israel romperam uma seção de arame da barreira de Sur Baher aproveitando a escuridão na madrugada desta segunda-feira e expulsaram moradores.

Casas

Escavadoras começaram a derrubar casas dos dois lados da barreira enquanto forças de segurança preparavam um prédio de nove andares parcialmente construído para uma demolição.

– Eles estão retirando as pessoas de suas casas à força e começaram a plantar explosivos nas casas que querem destruir – disse Hamada Hamada, um líder comunitário.

Em junho, a Suprema Corte de Israel determinou que as estruturas violam uma proibição de construção. O prazo para os moradores removerem os prédios afetados, ou parte deles, terminou na sexta-feira.

Mas os proprietários palestinos disseram que suas construções estão dentro de áreas administradas pela Autoridade Palestina, que tem controle limitado sobre a Cisjordânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *