Israel admite erro em ataque que matou nove pessoas na Faixa de Gaza

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 26 de dezembro de 2019 as 10:43, por: CdB

As IDF atacaram uma casa em Deir al-Balah e asseguraram ter abatido um dos líderes da Jihad Islâmica na Palestina, Rasmi Abu Malhous.

Por Redação, com Sputnik – de Gaza

As Forças de Defesa de Israel (IDF) admitiram que os serviços de inteligência cometeram um erro na avaliação de risco para os civis.

Contudo, oito membros de sua família, incluindo seus filhos menores de 13 anos, morreram durante a ofensiva
Contudo, oito membros de sua família, incluindo seus filhos menores de 13 anos, morreram durante a ofensiva

Na ocasião, um erro na avaliação de risco durante o bombardeio realizado no dia 14 de novembro na Faixa de Gaza causou a morte de nove pessoas, informa o The Times of Israel.

As IDF atacaram uma casa em Deir al-Balah e asseguraram ter abatido um dos líderes da Jihad Islâmica na Palestina, Rasmi Abu Malhous.

Contudo, oito membros de sua família, incluindo seus filhos menores de 13 anos, morreram durante a ofensiva.

Em comunicado emitido na terça-feira, o Exército israelense afirmou que a casa bombardeada servia como “complexo militar” para os jihadistas islâmicos.

Ataque

– A análise também concluiu que, no planejamento do ataque, as IDF estimaram que os civis não fossem atingidos em decorrência da ofensiva – cita o comunicado.

No entanto, uma investigação determinou que “embora tenha ocorrido atividade militar no complexo, este não era uma instalação militar fechada, havendo civis no local”.

A investigação também inclui recomendações “com o objetivo de reduzir, na medida do possível, a ocorrência de erros similares”.

 Instalações do Hamas

A Força Aérea de Israel atacou várias instalações do movimento islâmico Hamas na Faixa de Gaza em resposta a foguetes lançados do enclave palestino, disseram na quarta-feira as Forças de Defesa de Israel (IDF).

As IDF afirmaram que um foguete disparado da Faixa de Gaza havia sido abatido anteriormente pelo sistema de defesa antimísseis Domo de Ferro. Minutos antes, soavam sirenes na cidade de Ashkelon, que era visitada pelo primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu.

As IDF publicaram a informação sobre o ataque de resposta na Faixa de Gaza através do Twitter, apontando que diversos alvos foram atingidos.

Em resposta ao foguete disparado de Gaza contra civis israelenses no início da noite, a Força Aérea de Israel atingiu vários alvos terroristas do Hamas em Gaza.

O Hamas, uma organização militante sunita palestina que controla a Faixa de Gaza é parte de um conflito de longo prazo com Israel, que se recusa a reconhecer a Palestina como uma entidade política e diplomática independente. Israel considera o Hamas responsável por qualquer ataque vindo da Faixa de Gaza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *