Israel nega lançamento de mísseis contra território libanês

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 10 de maio de 2018 as 11:42, por: CdB

A Agência Nacional de Notícias libanesa (ANN) garantiu nesta quinta-feira que dois mísseis disparados por forças israelenses alcançaram o leste e sudeste do Líbano

Por Redação, com EFE – de Jerusalém:

O Exército israelense negou nesta quinta-feira o lançamento de dois mísseis contra território libanês durante as operações que realizou contra alvos militares iranianos na Síria; afirmou à Agência EFE um porta-voz militar.

O Exército israelense negou nesta quinta-feira o lançamento de dois mísseis contra território libanês

– Posso afirmar que não disparamos contra o Líbano – manifestou à EFE o porta-voz militar para veículos de imprensa internacionais; o tenente-coronel Jonathan Conricus, após as acusações feitas por Beirute; que afirmou que dois mísseis israelenses caíram em seu território.

– Há relatórios que sugerem que seriam mísseis de defesa aérea sírios que teriam errado o alvo e caído no Líbano; mas não tenho confirmação oficial sobre isto –acrescentou.

À Agência Nacional de Notícias libanesa (ANN) garantiu nesta quinta-feira; que dois mísseis disparados por forças israelenses alcançaram o leste e sudeste do Líbano.

Um deles caiu nos arredores da cidade de Chouya; na região de Hasbaya (sudeste), onde causou danos materiais, e o outro na cidade de Qob Elias; no vale oriental do Bekaa, segundo uma fonte militar consultada pela EFE.

A rede de televisão “LBCI” informou que o projétil caiu em um campo de refugiados sírios nessa cidade; mas afirmou que não deixou vítimas.

Na quarta-feira à noite, Israel atacou 70 alvos militares iranianos na Síria após o lançamento de 20 projéteis desde esse país; dos quais quatro foram interceptados e os outros caíram em território sírio.

EUA apoiam “direito de Israel de agir em defesa própria”

O Governo dos Estados Unidos expressou nesta quinta-feira seu “contundente apoio ao direito de Israel a agir em defesa própria”; depois dos bombardeios israelenses contra instalações militares do Irã em território sírio.

– Os EUA condenam os provocadores ataques com foguetes do regime do Irã a partir da Síria contra cidadãos israelenses; e expressa o seu contundente apoio ao direito de Israel a agir em defesa própria – afirmou a Casa Branca em comunicado.

O comunicado advertiu, além disso, que “o desdobramento do Irã na Síria de sistemas de mísseis; e foguetes ofensivos apontados contra Israel é um fato inaceitável e muito perigoso para todo o Oriente Médio”.

A Casa Branca afirmou que “toda a responsabilidade” recai na Força Quds da Guarda Revolucionária do Irã “pelas consequências das suas ações temerárias”.

– Os EUA também pedem a todas as nações a deixar claro; que as ações do regime iraniano representam uma grave ameaça à paz e estabilidade internacional – segundo a nota.

Israel atacou na noite passada dezenas de alvos militares das forças sírias; iranianas e do grupo libanês Hezbollah em vários pontos da Síria; em resposta ao suposto lançamento de foguetes contra as Colinas de Golã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *