Itália se encaminha para ‘epidemia incontrolável’, alerta ISS

Arquivado em: Europa, Manchete, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 10 de novembro de 2020 as 11:21, por: CdB

O Instituto Superior de Saúde (ISS), órgão ligado ao governo da Itália, afirma em relatório que o país se encaminha para uma “rápida piora” da pandemia de coronavírus Sars-CoV-2 e que a situação pode se tornar “incontrolável” em breve.

Por Redação, com ANSA e Reuters – de Roma/Milão

O Instituto Superior de Saúde (ISS), órgão ligado ao governo da Itália, afirma em relatório que o país se encaminha para uma “rápida piora” da pandemia de coronavírus Sars-CoV-2 e que a situação pode se tornar “incontrolável” em breve.

ISS alerta para o risco da 'rápida piora' da pandemia
ISS alerta para o risco da ‘rápida piora’ da pandemia

“Todas as regiões e províncias autônomas estão classificadas no risco alto de uma epidemia não controlável e não gerenciável no território ou em risco moderado com alta possibilidade de progredir para o risco alto nas próximas semanas. É essencial reforçar as medidas de mitigação em todas as regiões e províncias autônomas”, diz o relatório semanal.

O documento alerta que a maior parte do país já está no “cenário 3”, de quatro possíveis, o que confirma “uma situação complexamente e difusamente muito grave em todo o território”. O texto ainda destaca que “continua a aumentar o número de casos não reconduzíveis à cadeias de transmissões conhecidas”, que quase dobraram em duas semanas.

Considerando os dados até o dia 7 de novembro, a Lombardia é a região com o índice de transmissão (Rt) mais alto, com 2.08, seguida por Basilicata (1.99), Piemonte (1.97), Molise (1.88) e província autônoma de Bolzano (1.87). Para controlar a pandemia, é preciso que o RT fique abaixo de 1.0, ou seja, quando 10 pessoas contaminam outras nove. No caso da Lombardia, por exemplo, cada 10 pessoas estão contaminando pouco mais de 20.

Novos casos

Na segunda-feira, o Ministério da Saúde informou que foram registrados 25.271 novos casos e 356 mortes por covid-19 em 24 horas. Com isso, os contágios e óbitos estão em 960.373 e 41.750, respectivamente.

Desde o dia 27 de outubro, o país registra diariamente mais de 20 mil novos contaminados, nos maiores patamares desde o início da pandemia em fevereiro deste ano. .

Pacote de ajuda financeira

A Itália aprovou novo pacote de ajuda financeira para amortecer o impacto de restrições impostas esta semana para lutar contra o ressurgimento da pandemia covid-19.

As medidas acertadas pelo gabinete no final da última sexta-feira envolvem 2,9 bilhões de euros, de acordo com uma fonte com conhecimento do assunto.

As novas restrições contra o coronavírus entraram vigor na sexta-feira passada, dividindo o país em três zonas de acordo com gravidade do novo surto.

As limitações são menos severas do que o confinamento que Roma impôs quando o coronavírus se espalhou pela primeira vez em março, mas muitas lojas foram fechadas nas áreas mais movimentadas como a região da Lombardia, onde as pessoas só podem sair de suas casas para trabalhar, para tratamento médico ou emergências.