Japão quer aprovar antiviral para o tratamento de covid-19

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 6 de maio de 2020 as 14:47, por: CdB

O governo japonês, por sua vez, deu início a procedimentos para acelerar a aprovação do antiviral como um possível tratamento para pacientes de coronavírus, após o lado americano ter aprovado seu uso emergencial na última sexta-feira.

Por Redação, com ABr e Reuters – de Tóquio/Pequim

O ministro da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão, Kato Katsunobu, deve aprovar, nesta quinta-feira, o antiviral remdesivir para o tratamento do coronavírus.

Remdesivir foi produzido nos EUA para tratar pacientes com ebola
Remdesivir foi produzido nos EUA para tratar pacientes com ebola

Ele disse que pretende autorizar o medicamento, caso um painel consultivo o aprove.

O remdesivir foi desenvolvido pela Gilead Sciences, com sede nos Estados Unidos, para o tratamento de pacientes com ebola.

O governo japonês, por sua vez, deu início a procedimentos para acelerar a aprovação do antiviral como um possível tratamento para pacientes de coronavírus, após o lado americano ter aprovado seu uso emergencial na última sexta-feira.

O ministro da Saúde afirmou que a empresa farmacêutica ainda não informou a respeito da quantidade de remdesivir que pode ser fornecida ao Japão.

Ele disse que quer assegurar a maior quantidade possível do medicamento e disponibilizá-lo o quanto antes.

China

A prevenção e o controle de covid-19 na China ainda enfrentam grande incerteza, disse o presidente Xi Jinping nesta quarta-feira, enquanto o governo planeja mais medidas para aliviar a carga tributária das empresas e aumentar o apoio ao crédito.

Em uma reunião do gabinete liderada pelo primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, nesta quarta-feira, o governo afirmou que apoiará os bancos a emitir mais empréstimos não garantidos, enquanto estende a tolerância de empréstimos e pagamentos de juros para empresas que não demitem funcionários, informou a televisão estatal.