Japão está ‘no limite’ na luta para conter o coronavírus

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 1 de abril de 2020 as 12:54, por: CdB

O Japão está com dificuldade de conter o avanço do coronavírus e à beira de uma crise, disseram autoridades nesta quarta-feira, aventando a hipótese de interdições de emergência.

Por Redação, com Reuters – de Tóquio

O Japão está com dificuldade de conter o avanço do coronavírus e à beira de uma crise, disseram autoridades nesta quarta-feira, aventando a hipótese de interdições de emergência.

Japão está
Japão está “no limite” na luta para conter o coronavírus, dizem autoridades

O Japão computa cerca de 2.200 casos do coronavírus e 66 mortes, números relativamente modestos comparados aos dos Estado Unidos, China e algumas partes da Europa. Especialistas médicos estão particularmente preocupados com Tóquio.

Mas as novas infecções estão aparecendo incessantemente, nesta quarta-feira foram relatadas 105, 65 delas na capital, onde os casos são acompanhados atentamente porque uma elevação ali aumenta a pressão para que o governo adote medidas drásticas.

– Mal estamos dando conta, e continuamos em um ponto crítico no qual os casos de vírus poderiam disparar se baixarmos a guarda – disse o primeiro-ministro, Shinzo Abe, a um comitê parlamentar.

Força-tarefa

Ele deve realizar uma reunião de sua força-tarefa para o coronavírus ainda nesta quarta-feira.

Abe está sendo pressionado pelo público para declarar um estado de emergência que permitiria que as autoridades impusessem interdições e restringissem a circulação, mas de forma voluntária, e não obrigatória.

O ministro das Finanças, Yasutoshi Nishimura, disse que especialistas em doenças infecciosas estão alarmados com os preparativos médicos de Tóquio, que hoje tem cerca de 500 casos.

– Muitos especialistas expressaram uma sensação muito forte de crise e opiniões sobre a disseminação de infecções em Tóquio e o estado atual da prontidão médica – disse Nishimura aos repórteres.

As infecções

– Precisamos evitar a todo custo que as infecções se espalhem ainda mais. Chegamos ao limite dos limites, à beira do precipício.

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, pediu que os moradores da cidade de quase 14 milhões de habitantes fiquem em casa e evitem restaurantes e bares.

– As pessoas estão dizendo ‘não achei que eu mesma seria infectada’. Quero que todos compartilhem a noção de que cada um deve proteger a si mesmo e também evitar disseminar (o vírus) – disse ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *