Japoneses começam a usar a tecnologia 5G

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tablet & Celulares, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 26 de março de 2020 as 12:12, por: CdB

O acesso a essas novas redes 5G estará limitado, de início, a determinadas áreas de grandes cidades, incluindo Tóquio, Osaka e Sapporo. A cobertura deve alcançar todas as províncias japonesas até março de 2021.

Por Redação, com ABr e Reuters – de Tóquio/Xangai

Usuários de Internet no Japão já podem usufruir de uma conexão ultrarrápida a partir desta semana, já que as maiores provedoras passam a utilizar o serviço de tecnologia 5G online.

Também estão sendo lançados smartphones compatíveis com a tecnologia 5G
Também estão sendo lançados smartphones compatíveis com a tecnologia 5G

Também estão sendo lançados smartphones compatíveis com a tecnologia 5G.

A gigante de telecomunicações NTT Docomo lançou na quarta-feira, em Tóquio, o primeiro serviço de 5G do país. A medida coloca o Japão no mesmo nível que os Estados Unidos, a Coreia do Sul e a China.

A nova tecnologia oferece trocas em alta velocidade de enormes quantidades de dados.

Usuários podem baixar um filme completo de duas horas em apenas 3 segundos, em vez de 5 minutos que se leva utilizando uma rede 4G.

As provedoras rivais Softbank e KDDI, conhecida pela marca “au” no Japão, também darão início a serviços de 5G esta semana.

A empresa Rakuten Mobile pretende se unir às demais a partir de junho.

O acesso a essas novas redes 5G estará limitado, de início, a determinadas áreas de grandes cidades, incluindo Tóquio, Osaka e Sapporo. A cobertura deve alcançar todas as províncias japonesas até março de 2021.

Vendas globais de smartphones

As vendas globais de smartphones caíram 14% em fevereiro, diante da disseminação do coronavírus na China e em outros países, informou a Counterpoint Research nesta quinta-feira, em um prenúncio de uma queda ainda maior nas vendas conforme a pandemia se intensifica em outras partes do mundo.

O vírus levou a Apple e outras fabricantes de smartphones a fechar suas lojas na China em fevereiro e dados do governo sugerem que a Apple vendeu menos de 500 mil smartphones no mercado chinês durante o mês.

A China, que viu as vendas caírem 38% em fevereiro em relação ao ano anterior, agora está mostrando sinais de recuperação, com muitas lojas reabrindo em meados de março.

Também há sinais de recuperação na Coreia do Sul, mas para outras partes do mundo “o pior ainda está por vir”, disse Jean Park, analista sênior da Counterpoint.

Os fabricantes de smartphones estão enfrentando novas interrupções na cadeia de fornecimento, à medida que mais países impõem paralisações. Na terça-feira, a Foxconn, uma das principais fornecedoras da Apple, disse que suspenderá as operações na Índia em conformidade com as ordens do governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *