Jato da Boeing desliza à noite para dentro de um rio na Flórida

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sábado, 4 de maio de 2019 as 16:18, por: CdB

O escritório do xerife de Jacksonville disse no Twitter que todos os 21 feridos foram levados para um hospital, onde foram classificados como em boas condições.

 

Por Redação, com agências internacionais – de Jacksonville, FL-EUA

 

Um jato da Boeing com 143 pessoas a bordo que partiu do posto norte-americano de Guantánamo, Cuba, deslizou da pista para um rio raso em Jacksonville, na Flórida, na sexta-feira, enquanto tentava pousar em uma base militar durante uma tempestade, ferindo 21 pessoas.

O 737 da Boeing estava de partida para a base de Guantánamo, em Cuba
O 737 da Boeing estava de partida para a base de Guantánamo, em Cuba

Não houve relatos de fatalidades ou ferimentos críticos.

O escritório do xerife de Jacksonville disse no Twitter que todos os 21 feridos foram levados para um hospital, onde foram classificados como em boas condições.

O avião, um Boeing 737-800 fretado que voou da Estação Naval na Baía de Guantánamo com 136 passageiros e sete membros da tripulação, caiu no rio St. Johns no final da pista de pouso da Estação Aérea Naval em Jacksonville por volta das 21h40, horário local, disse um porta-voz da base aérea da Flórida.

“O avião não ficou submerso”, afirmou o gabinete do xerife no Twitter, acrescentando que todos os passageiros estavam vivos.

Nenhuma morte

O tuíte do xerife foi acompanhado por duas fotografias mostrando o avião, com o logotipo da Miami Air International, descansando em águas rasas e totalmente intacto.

O prefeito de Jacksonville, Lenny Curry, disse no Twitter que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ligou para oferecer ajuda.

“Nenhuma morte relatada. Estamos todos juntos nisso”, afirmou Curry em outro tuíte.

Passageira a bordo do avião, a advogada Cheryl Bormann disse à CNN em uma entrevista que o voo, que estava com quatro horas de atraso, fez um “pouso realmente difícil” em Jacksonville em meio a trovões e relâmpagos.

Flórida

Bormann disse que bateu com a cabeça em uma bandeja de plástico no assento da frente enquanto o avião se movia para o lado e para fora da pista.

— Nós estávamos na água, não sabíamos onde estávamos, se era um rio ou um oceano — disse.

A base militar está situada na margem ocidental do rio St. Johns, cerca de 13 quilômetros ao sul do centro de Jacksonville, no nordeste da Flórida.