Joel acha que empate foi bom negócio para o Vasco

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado segunda-feira, 1 de novembro de 2004 as 11:04, por: CdB

Apesar de o Vasco ter deixado escapar dois pontos em casa, o clima em São Januário ainda era de tranqüilidade. Os jogadores e o técnico Joel Santana admitiram que o time não foi bem no primeiro tempo, mas a atuação na etapa final deixou os jogadores com o sentimento de dever cumprido.

Isso porqueo time não pôde contar com dois de seus principais jogadores. Róbson torceu o joelho esquerdo e foi substituído ainda no primeiro tempo e Pet sentiu uma fisgada na coxa esquerda e saiu no intervalo.

– Reconheço que o time não foi bem no primeiro tempo. Não marcamos direito. E, para piorar, perdemos o Petkovic e o Róbson. Mas seria uma injustiça muito grande a garotada sair com a derrota. Quando não dá com a técnica, temos que superar com a vontade e foi isso que aconteceu. Não saímos com a vitória, mas com o gostinho dela – disse Joel Santana.

Joel foi enérgico com os jogadores no intervalo. Disse que a marcação estava errada e que os atletas teriam que voltar com outra postura para o segundo tempo. Na cabeça dele, os atletas da Ponte estavam com espaços para jogar. E, sem contar com os experientes Róbson e Petkovic, coube a Emerson a missão de comandar os mais jovens.

– No primeiro tempo, ficamos vendo a Ponte jogar e eles cresceram. Marcaram dois gols. Mas, na etapa final, demonstramos superação. Tivemos brio para buscar o resultado e conseguimos o empate, que acabou tendo um gostinho de vitória – explicou o volante.

Autor do gol de empate, Rubens, que entrou no lugar de Róbson Luiz, acha que a garotada do Vasco mostrou seu valor.

– Tivemos um bom desempenho no segundo tempo e conseguimos os gols. A torcida apoiou e fomos para cima, com uma postura diferente da do primeiro tempo – disse o meia.