Jogos Olímpicos de Tóquio contarão com reconhecimento facial

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 7 de agosto de 2018 as 13:23, por: CdB

Esta será a primeira vez que este tipo de aparato é empregado no evento poliesportivo, apontou a companhia japonesa NEC

Por Redação, com EFE – de Tóquio

Os Jogos Olímpicos e os Paralímpicos de 2020, que serão disputados em Tóquio, no Japão, utilizarão sistema de reconhecimento facial com tecnologia artificial para garantir a segurança dos atletas, de acordo com anúncio feito nesta terça-feira pelos comitês organizadores.

Os Jogos Olímpicos e os Paralímpicos de 2020, que serão disputados em Tóquio, no Japão, utilizarão sistema de reconhecimento facial

Esta será a primeira vez que este tipo de aparato é empregado no evento poliesportivo, apontou a companhia japonesa NEC, que está a cargo pelo desenvolvimento do equipamento, que tem como objetivo “fortalecer as medidas de segurança”.

Atletas e os demais credenciados nos Jogos deverão apresentar fotografias, para que sejam armazenadas em uma base de dados, antes do início dos Jogos.

As pessoas registradas receberão cartões de identificação que conterão chips, encarregados de verificar automaticamente as informações de quem estiver ingressando nos diferentes equipamentos esportivos e prédios destinados ao evento.

– Pode se acoplar aos sistemas existentes de controle e saída, o que faz possível a introdução do sistema de reconhecimento facial, sem a necessidade de substituir totalmente os sistemas de controle – explicou a NEC, por meio de comunicado.

Nas edições anteriores dos Jogos, os controles de acesso já contavam com reconhecimento visual, mas, realizados por seguranças. O processo, agora, será agilizado pelo novo sistema e impedirá o uso de cartões de identificação emprestados, roubados ou falsificados, dizem os organizadores.

A nova tecnologia foi testada pela NEC durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, em uma das instalações utilizadas por veículos de imprensa do Japão.

Em 2020, a organização destaca que o reconhecimento facial não valerá para torcedores, que passarão pelos controles convencionais.

Adam Peaty bate recorde mundial dos 100m peito

O britânico Adam Peaty bateu no sábado o recorde mundial dos 100 metros peito, agora de 57s00, ao vencer a final da prova no Campeonato Europeu de natação em piscina longa, disputado em Glasgow, na Escócia.

Peaty, que ganhou assim seu terceiro título continental consecutivo, melhorou o recorde de 57s13 que ele estabeleceu em 7 de agosto de 2016 nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, quando conquistou a medalha de ouro.

Na final deste sábado, o também britânico James Wilby (58s54) ficou em segundo, e o russo Anton Chupkov (58s96), em terceiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *