Johnson está bem e deve voltar ao gabinete em breve, diz ministro

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 6 de abril de 2020 as 10:42, por: CdB

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, está “ bem” e deve voltar ao seu gabinete em breve, disse o ministro da Habitação, Robert Jenrick, nesta segunda-feira, após o líder britânico ser internado no hospital na noite de domingo.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, está “ bem” e deve voltar ao seu gabinete em breve, disse o ministro da Habitação, Robert Jenrick, nesta segunda-feira, após o líder britânico ser internado no hospital na noite de domingo.

Premiê britânico, Boris Johnson, do lado de fora da residência oficial em Londres
Premiê britânico, Boris Johnson, do lado de fora da residência oficial em Londres

– Ele permanecerá no hospital enquanto precisar, mas ouvi dizer que ele está indo bem e estou ansioso para que ele volte ao gabinete o mais rápido possível – afirmou Jenrick à rádio BBC.

– Esta não é uma internação de emergência e, portanto, certamente espero que ele volte ao número 10 em breve – acrescentou, referindo-se ao número da residência oficial do primeiro-ministro na Downing Street.

Reino Unido

O Reino Unido não deverá suspender suas rigorosas regras de isolamento até o final de maio, quando a disseminação do coronavírus deve começar a desacelerar, disse um importante conselheiro do governo no último sábado, quando o número de mortos subiu para 4.313.

O governo colocou o Reino Unido em um isolamento generalizado, fechando bares, restaurantes e quase todas as lojas, enquanto ordena que as pessoas fiquem em casa, a menos que seja absolutamente essencial se aventurar.

Conter a disseminação do Covid-19

O pedido foi projetado para conter a disseminação do Covid-19 no país, que tem quase 42.000 casos confirmados. Mas alguns especialistas começaram a questionar se o fechamento da economia custará mais vidas no longo prazo.

– Queremos mudar para uma situação em que, pelo menos até o final de maio, possamos substituir algumas medidas menos intensivas, mais baseadas em tecnologia e testes, pelo bloqueio completo que temos agora – disse Neil Ferguson, professor de biologia matemática no Imperial College London, disse à BBC Radio.

O número de mortos na Grã-Bretanha pelo coronavírus aumentou em 20%, para 4.313 na tarde de sexta, com 708 novas mortes registradas, informou o Ministério da Saúde. Isso comparado a um aumento de 23% na última quinta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *