Jornal Nacional divulga notícia falsa e pede desculpas ao público

Arquivado em: Cultura, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado sábado, 23 de fevereiro de 2019 as 13:55, por: CdB

No início da edição, o ministro Augusto Heleno afirmou, em entrevista gravada que “já está estabelecido é que o Brasil não vai fazer nenhuma ação agressiva contra a Venezuela”.

 

Por Redação – do Rio de Janeiro

 

O Jornal Nacional – principal atração das Organizações Globo – cometeu, na noite passada, um erro de apuração ao atribuir ao general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional, uma ameaça velada à Venezuela. O apresentador do telejornal William Bonner pediu desculpas, ao final da edição, após informar que o noticioso citou um “perfil falso” do ministro, nas redes sociais.

Bonner divulgou notícia falsa no Jornal Nacional e precisou se desculpar junto ao público
Bonner divulgou notícia falsa no Jornal Nacional e precisou se desculpar junto ao público

No início da edição, o ministro Augusto Heleno afirmou, em entrevista gravada que “já está estabelecido é que o Brasil não vai fazer nenhuma ação agressiva contra a Venezuela. Porque é contra a Constituição e não é nosso pensamento”.

Após a declaração do general Heleno, no entanto, o JN exibiu uma nova imagem do ministro e o texto:

Desmentido

“O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, disse agora há pouco, numa rede social, que o governo vai aguardar o desenrolar dos acontecimentos na Venezuela, repetiu que o Brasil não vai fazer nenhuma ação agressiva, mas afirmou: ‘Caso haja qualquer agressão à soberania do pais, iremos reagir baseados em preceitos constitucionais’. Fecha aspas”.

Após 35 minutos, o apresentador apressou-se em se desmentir:

– Nós dissemos agora há pouco que o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, teria publicado numa rede social que o Brasil pode reagir a agressões à soberania do país. Mas o ministro esclareceu que a declaração não é de autoria dele e foi publicada num perfil falso. Por esse erro nós pedimos desculpas ao ministro e a você, telespectador – concluiu.

Assista, adiante, o autodesmentido de Bonner:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *