Jornalistas mostram como financiar projetos em comunicação

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado segunda-feira, 13 de junho de 2016 as 16:28, por: CdB

O 10º painel Reinventar Jornalistas/RJ mostrará as formas de financiamento de projetos em comunicação e jornalismo

Por Redação – do Rio de Janeiro:

Uma pesquisa realizada pelo Pew Research Center, divulgada em janeiro deste ano, na plataforma Kickstarter, mostra que 17 projetos jornalísticos receberam aporte em 2009. Já em 2014, houve 168 projetos jornalísticos financiados pelo público nesta plataforma, e 173 deles entre janeiro e setembro de 2015. No entanto, o financiamento coletivo ainda desperta muitas dúvidas que podem ser discutidas, na quarta-feira, durante o 10º painel Reinventar Jornalistas/RJ.

jornalistas
As inscrições para o evento gratuito já estão abertas e são limitadas, com prioridade para profissionais integrantes do Grupo JornalistasRJ

Sob o tema “Minha ideia é ótima. E agora, cadê o dinheiro?”, profissionais que buscam se reinventar terão a oportunidade de conhecer formas de financiamento de projetos em comunicação e jornalismo, além de conhecer casos de sucesso. O evento reunirá três palestrantes convidados – Lucas Nakauchi (Instituto Endeavor), Ivana Beltrão (Rio Criativo) e Felipe Caruso (consultor de crowdfunding) – e as apresentações de Alexandro Santos (ConsulttWeb), do site Mulher de Gloss, e da reinventora Angélica Basthi, com o case Prêmio Abdias Nascimento, financiado pela Fundação Ford.

As inscrições para o evento gratuito já estão abertas e são limitadas, com prioridade para profissionais integrantes do Grupo JornalistasRJ, no Facebook. Os interessados devem confirmar presença no mural do evento na página oficial do ReinventarRJ. O evento é gratuito.

Sobre o Reinventar JornalistasRJ

Jornalistas reunidos em torno de uma causa justa e necessária: incentivar nos colegas a busca por novos rumos na carreira, sem deixar de lado a sua essência. Isso é o Reinventar JornalistasRJ, responsável por esses encontros quinzenais na ABI, que têm possibilitado a quebra de inúmeros paradigmas, reafirmando, principalmente, a máxima de que “a união faz a força”.