José Mourinho firma acordo e pagará multa milionária

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 5 de fevereiro de 2019 as 12:10, por: CdB

Ao contrário do que aconteceu com Cristiano Ronaldo, o julgamento de Mourinho não foi divulgado para a imprensa. Nem a promotoria nem o Tribunal Superior de Justiça de Madri informaram previamente sobre a sua realização, como costuma acontecer com os julgamentos mais badalados.

Por Redação, com EFE – de Madri

O português José Mourinho, que foi técnico do Real Madrid entre 2010 e 2013, chegou nesta terça-feira a um acordo com a justiça de Madri, pela qual foi condenado a um ano de prisão , que não cumprirá, multado em aproximadamente 2,2 milhões de euros (R$ 9,2 milhões) por sonegar impostos.

Condenado por fraude, Mourinho firma acordo e pagará multa milionária

Fontes jurídicas informaram à agência espanhola de notícias EFE que Mourinho reconheceu os fatos no tribunal da Audiência Provincial de Madri. O julgamento durou poucos minutos por se tratar de uma formalidade após o acordo firmado entre a defesa e a promotoria.

Ao contrário do que aconteceu com Cristiano Ronaldo, o julgamento de Mourinho não foi divulgado para a imprensa. Nem a promotoria nem o Tribunal Superior de Justiça de Madri informaram previamente sobre a sua realização, como costuma acontecer com os julgamentos mais badalados.

Após a audiência de hoje, Mourinho aceitou ser condenado a um ano de prisão, que não será cumprido, como autor de dois crimes fiscais por fraudar 3,3 milhões de euros relacionados a direitos de imagem durante a passagem pelo Real Madrid.

O treinador também pagará uma multa de uns 2,2 milhões de euros correspondente a 60% do valor fraudado, isto é, 966.922 euros (2011) e 1.015.879 (2012). Para chegar à quantia total são somados outros 180 mil euros que substituem a pena de prisão.

Desta multa terão que ser descontados os 1,14 milhão de euros que Mourinho já pagou como sanção administrativa, então resta ao português desembolsar mais um milhão de euros.

Além da multa penal e da administrativa, José Mourinho pagou 3.286.890 euros em 2015 em conceito de valores não pagos de impostos e juros.

Segundo o acordo, o técnico cometeu dois crimes contra a Fazenda espanhola relacionados ao Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) nos anos 2011 e 2012, quando treinava o Real Madrid. A quantia fraudada chega a 3.304.670 euros (1.611.537 euros em 2011, e 1.693.133 euros em 2012).

Mourinho assinou um contrato com o qual cedeu, antes de setembro de 2004, os seus direitos de imagem à empresa Kooper Services S.A., sediada nas Ilhas Virgens Britânicas.

No mesmo dia, assinou um outro contrato de cessão dos direitos de imagem entre Kooper e a irlandesa Multisports and Image Management Limited. Quatro anos depois, a empresa irlandesa assinou com a Polaris Sports Limited, que tinha a mesma sede, um contrato de representação para que buscasse e negociasse contratos comerciais.

Assim, o treinador criou uma estrutura “com o objetivo de tornar fisicamente opacos os lucros procedentes dos seus direitos de imagem”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *