Jovem baleado na Rocinha passa por cirurgia

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 1 de agosto de 2018 as 12:53, por: CdB

Ele foi atingido por dois tiros enquanto brincava perto de sua casa, na venida Niemayer. Segundo a Polícia Militar, o pai da vítima acredita que ele foi alvo de bala perdida

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

Um adolescente de 14 anos que foi baleado na noite de terça-feira na região conhecida como Matinha, na comunidade da Rocinha, Zona Norte do Rio, foi submetido a uma cirurgia. Ele está internado no Hospital Miguel Couto e seu estado de saúde é estável.

Jovem de 14 anos baleado na Rocinha passa por cirurgia

Ele foi atingido por dois tiros enquanto brincava perto de sua casa, na venida Niemayer. Segundo a Polícia Militar, o pai da vítima acredita que ele foi alvo de bala perdida. A corporação informou ainda que durante a terça-feira, nenhum agente de polícia realizou disparos de arma de fogo na comunidade.

Segundo informações da Polícia Civil, o caso foi registrado na 11ª Delegacia de Polícia, na Rocinha. Testemunhas estão sendo ouvidas com o objetivo de identificar o autor dos disparos.

Guerra de tráfico

O Comando de Operações Especiais da Polícia Militar realiza, pelo quinto dia consecutivo, operação nas favelas do Rola e Antares, Zona Oeste do Rio, devido a guerra entre traficantes de drogas e milicianos que lutam pelo controle da região, a terceira mais populosa do município do Rio. A operação prossegue sem dia para terminar, até que a região esteja totalmente estabilizada, com os líderes do tráfico de drogas e milicianos presos.

Devido aos confrontos diários, várias famílias retiraram tudo de dentro das casas e abandonaram os imóveis. Pelas redes sociais, outros diziam que não podiam sair de casa por medo do confronto, devido às armas de grosso calibre, como fuzis, utilizados pelos criminosos. O BRT que circula pela região ficou suspenso por várias na terça e só no começo da manhã desta quarta-feira começou a circular, mesmo assim com atraso. A PM cerca com blindados e viaturas a Avenida Santa Cruz, principal ligação entre os bairros de Campo Grande e Santa Cruz.

Equipes do Batalhão de Santa Cruz com apoio do Batalhão de Ações com Cães, Batalhão de Polícia de Choque e Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) estão atuando nas comunidades do Rola e Antares, com a finalidade de estabilizar a região e prender os envolvidos em uma disputa territorial entre quadrilhas de criminosos rivais e milicianos.

De acordo com um balanço da PM, na noite do último domingo, policiais do Choque, em deslocamento para Santa Cruz, apreenderam dois fuzis AK-47, munições e um automóvel usado por criminosos na Estrada do Campinho, em Campo Grande. As guarnições trafegavam pela via quando avistaram carros e motocicletas em atitude suspeita. Ao fazer a abordagem, criminosos atiraram e houve confronto. Na fuga, o grupo abandonou um carro onde foram encontras as armas e munições.

Durante vasculhamento na comunidade do Antares, policiais prenderam um homem com um rádio transmissor e drogas. Equipes do Choque entraram em novo confronto com criminosos armados durante a noite de segunda-feira e dois homens foram feridos, sendo socorridos para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da região. Com eles, foram apreendidos duas pistolas automáticas, um carregador, munição intacta, um carregador sem munição, 720 cápsulas de cocaína, 500 papelotes de crack, 25 papelotes de cocaína e 225 cartuchos de maconha.

Na tarde de terça-feira, equipes do batalhão da PM de Santa Cruz foram acionadas para verificar a presença de dois corpos na região da Rua Jaú, na comunidade do Rola. Mais dois homens foram mortos em confronto e um foi preso, de acordo com a polícia. Houve apreensões em diversos pontos das comunidades, entre elas, um carro recuperado, dois fuzis apreendidos e dois carregadores para este tipo de arma, uma submetralhadora, além de duas pistolas automáticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *