Jovem sueco procurado por assassinatos é detido na Espanha

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 9 de novembro de 2018 as 13:38, por: CdB

O jovem fazia parte da conhecida “Patrulha da Morte”, uma violenta organização criminosa composta por cidadãos suecos de origem somali dedicada ao tráfico de drogas, à lavagem de dinheiro.

Por Redação, com EFE – de Barcelona

Um jovem de 21 anos de nacionalidade sueca, que era procurado em seu país por sua suposta participação em sete assassinatos, foi detido em Barcelona pela Guarda Civil da Espanha, que teve que acelerar a investigação em torno do suspeito para evitar outro assassinato iminente na província de Málaga.

O jovem foi detido em Barcelona pela Guarda Civil da Espanha

O jovem fazia parte da conhecida “Patrulha da Morte”, uma violenta organização criminosa composta por cidadãos suecos de origem somali dedicada ao tráfico de drogas, à lavagem de dinheiro e a realizar acertos de contas, que estava sendo investigada por sete assassinatos em Estocolmo, segundo informou nesta sexta-feira a Guarda Civil espanhola.

A investigação que levou à detenção do jovem, identificado com a sigla Z.A.S., começou em setembro, quando sua presença foi detectada na província de Málaga, o que levou ao acionamento dos protocolos de coordenação em nível judicial, fiscal e policial com a Suécia.

As autoridades suecas informaram que o jovem era um dos líderes do grupo criminoso, formado por quatro pessoas com entre 20 e 30 anos, e tinha fugido do país nórdico, onde era procurado por vários crimes.

Além disso, a Suécia relatou que essas pessoas tinham a intenção de cometer um assassinato de forma iminente na Espanha, provavelmente em algum lugar na cidade litorânea de Málaga, por isso a investigação teve que ser acelerada.

A detenção de dois dos responsáveis da organização na Suécia proporcionou dados sobre o paradeiro do jovem que tinha fugido para a Espanha. Essas informações indicavam, precisamente, que ele estaria na província de Málaga.

Os agentes localizaram o domicílio onde o jovem estava escondido, mas um “deslocamento inesperado” para Barcelona motivou sua detenção na capital catalã, onde ele chegou a se passar por outra pessoa com documentação falsa.

O detido está à disposição da Audiência Nacional espanhola, que já iniciou os trâmites para agilizar sua extradição à Suécia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *