Juro do cheque especial e cartão de crédito tem pequena baixa no BB

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quarta-feira, 19 de novembro de 2003 as 19:36, por: CdB

Em razão da redução de 1,5 ponto percentual na taxa básica de juro, a Selic, o Banco do Brasil anunciou a diminuição dos juros de contas especiais, cartão de crédito, linhas de Crédito Direto ao Consumidor (CDC) e empréstimos para pessoas jurídicas. A maior queda ocorreu no CDC Benefício. A taxa, que era de 4,90% ao mês, passou para 4,79% ao mês, uma diferença de 0,11 ponto percentual.

No cartão de crédito, a taxa mínima, que era 2,60%, caiu para 2,56% (diferença de 0,04 ponto) e a máxima, de 7,61% para 7,57% ao mês (diferença de 0,04 ponto). O juro do cheque especial ficará entre a mínima de 2,56% ao mês e a máxima de 7,57% ao mês. Antes variava de 2,60% a 7,61%. A redução, nesse caso, também é de 0,04 ponto.

Segundo o BB, desde 29 de junho, a taxa máxima dos cheques especiais para pessoas físicas caiu de 9% para 7,57% a.m., mesma variação dos cartões de crédito. Linhas como o BB Crédito Veículo e BB Leasing Veículo baixaram de 3,30% para 2,65% a.m. Já o BB Crédito Turismo e o BB Crédito EletroEletrônicos tiveram suas taxas reduzidas de 4,20% para 2,98% ao mês.

O crédito pessoal é um importante instrumento para aquecer o consumo e movimentar o setor produtivo, de acordo com o banco. No caso do BB, existem linhas específicas para a aquisição de bens e serviços, tais como automóveis, eletroeletrônicos, eletrodomésticos, passagens aéreas, diárias em hotéis, entre outros.