Kevin Smith e Edward Burns mostram amadurecimento em novos filmes

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado terça-feira, 18 de julho de 2006 as 09:41, por: CdB

Eles se destacaram da turma do cinema independente no Festival de Cinema Sundance, em meados dos anos 90, como os porta-vozes da Geração X. Hoje, uma década mais tarde, os roteiristas e diretores Kevin Smith e Edward Burns têm um recado diferente a enviar a seus contemporâneos: amadureçam e virem adultos.

O novo filme de Kevin Smith, O Balconista 2, chega aos cinemas norte-americanos na sexta-feira, enquanto The Groomsmen, de Edward Burns, já está em cartaz em Nova York e Los Angeles, com planos de chegar a outras cidades dos Estados Unidos nas próximas semanas.

O filme de Kevin Smith é a sequência de sua comédia O Balconista, de 1994, sobre dois vagabundos que trabalham numa loja de conveniência. Embora Groomsmen, de Burns, não seja uma sequência, o público vai se recordar de Os Irmãos McMullen, de 1995, em que o diretor mostrou três irmãos que lidam com problemas de amor e laços familiares.

Embora sejam muito diferentes em termos de história e estilo, os dois filmes têm temas chaves comuns. Smith, 35 anos, de Nova Jersey, e Burns, 38, de Nova York, tratam de homens na casa dos 30 anos que se recusam a encarar a vida adulta.

E os dois filmes se juntam a uma lista crescente de trabalhos da cultura pop, como o livro Rejuvenile, de Christopher Noxon, que refletem uma geração que cresceu, mas não deixou a infância para trás.

– A sensação que se tem é que nossa geração ganhou um prazo adicional de dez anos, durante o qual as pessoas não precisam necessariamente tornar-se adultas. Na geração do meu pai, não havia isso: você arrumava um emprego, formava uma família e sustentava essa família -comentou Kevin Smith.

A visão de Burns é um pouco diferente.

– Nossas vidas giravam em torno da diversão – disse ele.

– Acho que, quando você passou 10 ou 15 anos fazendo isso, a idéia de abrir mão disso é difícil. Se você não tem filhos, provavelmente não reconhece o lado bom de ser adulto – ressalta.

Seja qual for a psicologia por trás de seus filmes, os dois diretores disseram que, depois de fazer filmes menos pessoais nos últimos anos, sentiram que era hora de buscar em suas próprias vidas histórias sobre casar, ter filhos e amadurecer.

Os balconistas Dante Hicks (Brian O’Halloran) e Randal Graves (Jeff Anderson) voltam à cena em O Balconista 2. Agora seus rostos estão mais velhos, eles ganharam vários quilos e trabalham preparando hambúrgueres no restaurante de fast-food Moody’s. A ação do filme acontece no último dia de trabalho de Dante, antes de ele se mudar para a Flórida para se casar e trabalhar para seu sogro.

Ele vai deixar Randal para trás, mas, antes disso, a vida ainda reserva algumas surpresas para os dois amigos de infância, incluindo uma performance de uma “trabalhadora sexual” especializada em bestialidade.

O Balconista 2 é repleto de elementos que foram uma constante nos trabalhos passados de Kevin Smith, como diálogos ágeis e piadas grosseiras que envolvem fezes, flatulência e sexo. Groomsmen trata de um sujeito, Paulie (interpretado por Burns) e um grupo de cinco amigos de colégio que se reúnem antes de Paulie se casar com sua namorada grávida, Sue (Brittany Murphy).

Paulie está cheio de dúvidas e, na verdade, durante uma semana, todos os seus amigos confessam ter sofrido com questões da vida adulta que não gostariam de enfrentar. Em lugar de festas, Burns foca as questões pessoais, criando um drama humano sobre homens que passam da juventude à vida adulta.