Kremlin diz estar disposto a cooperar com Reino Unido em investigação sobre ex-agente

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 6 de março de 2018 as 11:05, por: CdB

Sergei Skripal, ex-coronel do Departamento Central de Inteligência russo, está internado em estado grave, após ter sido exposto a uma substância ainda não identificada no sul da Inglaterra

Por Redação, com Reuters – de Moscou:

O Kremlin disse nesta terça-feira estar pronto para cooperar se o Reino Unido pedir ajuda para investigar um incidente envolvendo um ex-agente duplo russo que foi hospitalizado após ser exposto a uma substância desconhecida.

Sergei Skripal, ex-coronel do Departamento Central de Inteligência russo, durante audiência em corte militar em Moscou

Sergei Skripal, ex-coronel do Departamento Central de Inteligência russo; está internado em estado grave; após ter sido exposto a uma substância ainda não identificada no sul da Inglaterra.

– Ninguém nos abordou com um pedido – disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, a repórteres; quando questionado se autoridades britânicas haviam buscado ajuda. “Moscou está sempre aberto a cooperar”.

Quando questionado sobre a especulação da mídia britânica de que a Rússia teria envenenado Skripal, Peskov respondeu: “Não demorou muito”.

Chamando o incidente de “uma situação trágica”, ele disse que o Kremlin não tinha informações sobre o que aconteceu.

– Nós não temos informações sobre qual poderia ser a razão, o que essa pessoa estava fazendo e ao que isso pode estar ligado – disse Peskov.

Ele disse não saber se Skripal ainda era formalmente um cidadão russo.

Skripal foi condenado na Rússia por trair agentes para a inteligência britânica antes de ser posteriormente trocado como parte de uma permuta de espiões ao estilo da Guerra Fria em 2010, em Viena..

A polícia informou que duas pessoas, um homem de 66 anos e uma mulher de 33; haviam sido encontradas inconscientes em um banco na cidade de Salisbury no domingo. Elas estavam sendo tratadas por “possível exposição a uma substância desconhecida” e permaneciam seriamente enfermas, segundo a polícia.

Ferimentos

As duas pessoas não possuíam ferimentos visíveis, informou a polícia em comunicado.

– Por conta de estarmos em estágios muito iniciais da investigação; nós não podemos afirmar se ocorreu ou não um crime – informou a polícia em comunicado.

Um hospital em Salisbury informou mais cedo nesta segunda-feira; que está “lidando com um grande incidente envolvendo um pequeno número de vítimas”. O hospital informou que funcionários e pacientes devem seguir ao hospital como habitual.

Relações entre o Reino Unido e a Rússia têm estado tensas desde a morte do ex-agente da KGB Alexander Litvinenko em Londres em 2006; um assassinato que um inquérito britânico informou provavelmente ter sido aprovado pelo presidente Vladimir Putin.

O Kremlin tem negado repetidamente qualquer envolvimento na morte.

Skripal foi sentenciado na Rússia a 13 anos de prisão antes de ser perdoado em 2010, como parte de uma troca de espiões com os Estados Unidos.cado como parte de uma permuta de espiões ao estilo da Guerra Fria em 2010, em Viena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *