Laboratório de Wuhan nega responsabilidade por pandemia

Arquivado em: América do Norte, Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado domingo, 19 de abril de 2020 as 11:38, por: CdB

Um dia após Trump sugerir que covid-19 surgiu num laboratório chinês, Instituto de Virologia de Wuhan diz que é impossível que coronavírus tenha saído do local e ressalta que essa teoria é baseada em especulação.

Por Redação, com DW – de Pequim

O laboratório de Wuhan, na China, acusado pelos Estados Unidos de ser o berço do novo coronavírus, negou neste domingo ter qualquer responsabilidade sobre a pandemia de covid-19 e afirmou que o vírus não saiu do local.

Instituto de Virologia de Wuhan desenvolve estudos sobre coronavírus em morcegos
Instituto de Virologia de Wuhan desenvolve estudos sobre coronavírus em morcegos

– Não há como este vírus ter saído do laboratório – afirmou o diretor do Instituto de Virologia de Wuhan, Yuan Zhiming, à emissora de televisão estatal da China. Os primeiros casos de covid-19 foram registrados em dezembro na metrópole chinesa. “Sabemos claramente as pesquisas que estão sendo realizadas no instituto e como são gerenciados vírus e amostras”, acrescentou.

Donald Trump

Nos últimos dias, o presidente norte-americano, Donald Trump, passou sugerir que a origem da pandemia poderia ter ocorrido num laboratório chinês localizado próximo ao mercado apontado por Pequim como o local onde teria ocorrido a primeira infecção. Segundo Trump, o governo norte-americano estaria investigado rumores sobre o berço do novo coronavírus.

Um destes rumores seria que um funcionário do laboratório, que desenvolve estudos sobre coronavírus em morcegos, entre outros, teria sido acidentalmente infectado e espalhado a doença para fora do local. Yuan negou nessa hipótese e disse que nenhum de seus funcionários contraiu o vírus.

– Eu sei que isso é impossível e inteiramente baseado em especulações – disse Yuan.”É ruim quando alguns estão deliberadamente tentando enganar as pessoas”, acrescentou sem citar o nome de Trump.

O diretor também negou a tese, que já foi rejeitada por especialistas, de que o novo coronavírus teria sido criado em laboratório. “Não há nenhuma evidência de que o vírus seja artificial ou tenha traços sintéticos”, acrescentou.

A entrevista ocorreu um dia após Trump voltar a sugerir que um laboratório chinês estaria por trás da pandemia, que já deixou mais de 157 mil mortos no mundo. Durante uma coletiva na Casa Branca, o presidente norte-americano disse que ainda não era possível excluir a possibilidade de o novo coronavírus ter sido espalhado acidentalmente a partir de um laboratório.

– Foi um erro incontrolado ou foi um erro deliberado? Há uma grande diferença. Em ambos os casos, a China deveria ter nos avisado – afirmou Trump, acrescentando que os EUA estão investigando as suspeitas.

Trump alertou ainda a China para as possíveis consequências se for provado que o país foi “conscientemente responsável” pela pandemia de covid-19. “Se foi um erro, é um erro. Mas se foram conscientemente responsáveis, sim, então deverá haver consequências”.

Covid-19

De acordo com cientistas chineses, a covid-19 foi transmitida a humanos num mercado que vende animais exóticos em Wuhan. Especialistas acreditam que morcegos eram os hospedeiros do novo coronavírus, porém, que ele pode ter sido espalhado por outra espécie.

Apesar das afirmações de cientistas, teorias de conspiração de que o vírus veio de um laboratório de virologia de segurança máxima estão sendo propagadas por diversos funcionários do governo norte-americano. Além de Trump, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, também endossou esses boatos.