Leclerc assume a culpa por colisão com Max Verstappen no GP do Japão

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Fórmula 1, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 14 de outubro de 2019 as 12:45, por: CdB

Leclerc e Verstappen estão matematicamente fora da disputa do título. Só os pilotos da Mercedes ainda estão no páreo.

Por Redação, com Reuters – de Suzuka

O piloto Charles Leclerc, da Ferrari, assumiu a culpa por uma colisão com Max Verstappen, da Red Bull, que arruinou o Grande Prêmio do Japão para ambos, no domingo.

Piloto Charles Leclerc, da Ferrari, durante GP do Japão de F1
Piloto Charles Leclerc, da Ferrari, durante GP do Japão de F1

O monegasco de 21 anos terminou em sexto, mas foi rebaixado para a sétima posição porque acumulou penalidades de tempo em decorrência da colisão e por continuar com um carro danificado na pista, enquanto Verstappen desistiu da corrida na casa da fornecedora de motores Honda.

A prova

Logo após a prova, o holandês acusou Leclerc por pilotar de forma “irresponsável”.

Inicialmente, Leclerc disse ter se tratado de uma “situação complicada”, mas mais tarde reconheceu seu erro.

– Larguei mal. Fiquei um pouco distraído – disse ele a repórteres. “Eu estava no lado interno, e por estar atrás de Seb (Vettel) e Lewis (Hamilton) perdi um pouco da dianteira (do carro)”, explicou. “Normalmente você precisa prever essas coisas, e eu não o fiz. Então a culpa é minha”.

A corrida foi vencida por Valtteri Bottas, da Mercedes, e seu colega de equipe e líder do campeonato Hamilton chegou em terceiro.

Agora Leclerc e Verstappen estão matematicamente fora da disputa do título. Só os pilotos da Mercedes ainda estão no páreo, e Hamilton tem uma vantagem de 64 pontos sobre Bottas faltando quatro corridas na temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *