Lewis Hamilton aguarda planos futuros da Fórmula 1

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Fórmula 1, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 6 de abril de 2018 as 13:45, por: CdB

Os acordos em vigor que governam a estrutura financeira e regulatória da F1 vencerão em 2020; e os comentários de Hamilton levam a crer que ele pode estar cogitando permanecer no esporte ao menos até 2021

Por Redação, com Reuters – de Gaza:

O tetracampeão mundial Lewis Hamilton disse que está aguardando que os proprietários da Fórmula 1 revelem seus planos para o futuro antes de fechar um novo acordo com a Mercedes.

O tetracampeão mundial Lewis Hamilton

O britânico estará sem contrato no final do ano, e há meses se especula a respeito de seu destino.

Segundo reportagens da mídia alemã publicadas às vésperas do Grande Prêmio do Barein deste final de semana; o chefe da equipe, Toto Wolff, disse que uma renovação é quase certa.

Novo contrato

 Falando aos repórteres no circuito de Sakhir na quinta-feira; porém, Hamilton disse que não há pressa nenhuma para acertar um novo contrato.

– É um momento bem interessante para a Fórmula 1 – afirmou. “Temos o anúncio ou as discussões de amanhã sobre o que acontecerá na Fórmula 1 daqui em diante”.

– Isso pode ter um impacto ou não nas decisões que se toma em termos de duração ou seja o que for que se acabe fazendo – completou.

A Liberty Media, que adquiriu os direitos comerciais da modalidade em janeiro do ano passado; se reuniu com as equipes nesta sexta-feira para apresentar seus planos para o esporte para além de 2020.

Novos regulamentos de motores, mudanças nos carros para tornar as ultrapassagens mais fáceis; uma distribuição mais equitativa do dinheiro dos prêmios e alguma forma de controle de gastos devem ser debatidos.

Os acordos

Os acordos em vigor que governam a estrutura financeira e regulatória da F1 vencerão em 2020; e os comentários de Hamilton levam a crer que ele pode estar cogitando permanecer no esporte ao menos até 2021.

– O próximo contrato provavelmente é o mais importante da minha carreira – disse o piloto de 33 anos, que estreou na McLaren em 2007 e foi para a Mercedes em 2013.

– Então a duração, a decisão de quanto tempo você quer se comprometer a ficar na Fórmula 1; está se tornando cada vez mais importante para eu seguir adiante; considerando que estou na fase final da minha carreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *