Liga inglesa de futebol confirma três testes positivos para covid-19

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 28 de maio de 2020 as 12:54, por: CdB

Três pessoas, incluindo dois jogadores do Fulham, testaram positivo para a doença causada pelo novo coronavírus no último lote de testes realizados pela Liga Inglesa de Futebol (EFL).

Por Redação, com Reuters – de Londres/Zurique

Três pessoas, incluindo dois jogadores do Fulham, testaram positivo para a doença causada pelo novo coronavírus no último lote de testes realizados pela Liga Inglesa de Futebol (EFL).

Liga inglesa de futebol confirma três testes positivos
Liga inglesa de futebol confirma três testes positivos

“A EFL confirma que 1.030 jogadores e funcionários dos clubes foram testados ao longo da segunda-feira 25, terça-feira 26 e quarta-feira 27 de maio, com três indivíduos testando positivo em dois clubes”, afirmou a EFL em comunicado divulgado nesta quinta-feira.

“Os jogadores ou funcionários que testaram positivo agora estão em isolamento…e somente aqueles que testaram negativo terão permissão para entrar nas instalações do centro de treinamento”.

O Fulham, da segunda divisão, disse em comunicado que dois de seus jogadores tiveram resultados positivos na segunda rodada de testes da EFL e agora estavam isolados.

Premier League

A temporada da Premier League será retomada em 17 de junho, informou a BBC nesta quinta-feira.

Um porta-voz da liga inglesa, que está desde março sem jogos, se recusou a comentar o assunto enquanto a reunião entre 20 dirigentes do clube estava em andamento.

OMS e Fifa

A Fifa anunciou na terça-feira que se uniu à Organização Mundial da Saúde (OMS) e à Comissão Europeia em uma campanha para ajudar mulheres e crianças vitimadas pela violência doméstica em meio a um aumento de casos resultante das medidas rígidas de confinamento provocadas pela pandemia de coronavírus.

Quase um terço das mulheres de todo o mundo são vítimas de violência física ou abusos sexuais por parte de seus parceiros ou outras pessoas, e cerca de 1 bilhão de crianças de idades entre dois e 17 anos (a metade dos menores do mundo) sofre violência física, sexual ou abandono todos os anos, de acordo com dados da OMS.

Na América Latina e no Caribe, 58% das crianças sofrem abusos sexuais, físicos ou emocionais, e 30% das mulheres já sofreram violência por parte de seu companheiro afetivo em algum momento da vida.

– Da mesma maneira que não se tolera o abuso físico, sexual ou psicológico no esporte, tampouco se deve tolerar em casa – disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, em um comunicado.

– (Devido ao) isolamento a que estão submetidas muitas pessoas por causa da covid-19, o risco de sofrer violência doméstica aumentou tragicamente – acrescentou.

As medidas de distanciamento social impostas em muitos países dificultam para mulheres e crianças se refugiarem com familiares, amigos ou agentes de saúde, algo que era mais viável antes da pandemia, de acordo com a OMS, que também é parte da campanha #SafeHome.

– Pedimos à comunidade do futebol que se conscientize desta situação intolerável, que afeta especialmente as mulheres e as crianças em seus lares, um lugar em que deveriam se sentir seguros e felizes – disse por sua parte o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *